in

Vendas do comércio a retalho europeu afundam 11,7%

Foto Shutterstock

Em abril, as vendas do comércio a retalho, ajustadas sazonalmente, caíram 11,7% na zona euro e 11,1% no conjunto da União Europeia, face ao mês anterior, fruto das medidas de contenção da Covid-19 amplamente introduzidas pelos Estados-membro, indicam os dados do Eurostat.

Em março, o índice tinha já diminuído 11,1% na zona euro e 10,1% no conjunto da União Europeia.

Em concreto, na zona euro, em abril, e por comparação com o mês anterior, as vendas diminuíram 27,7% nos combustíveis para automóveis, 17% nos produtos não alimentares e 5,5% nos alimentos, bebidas e tabaco. Na União Europeia, as vendas do comércio a retalho caíram 25% nos combustíveis para automóveis, 14,7% nos produtos não alimentares e 5,9% nos alimentos, bebidas e tabaco.

Note-se que as vendas por correio ou Internet aumentaram 10,9% na zona euro e 11,9% no conjunto da União Europeia.

Entre os Estados-membro para os quais há dados disponíveis, as maiores descidas no volume do comércio a retalho foram registadas em Malta (-25,1%), na Roménia (-22,3%) e na Irlanda (-21,9%). O único aumento foi observado na Finlândia (0,3%), enquanto a Suécia manteve-se estável.

 

Vendas na zona euro descem

Face ao mesmo mês de 2019, em abril, as vendas diminuíram 46,9% na zona euro nos combustíveis automóveis e 33,6% nos produtos alimentares, enquanto que os alimentos, bebidas e tabaco aumentaram 2,5%. Na União Europeia, as vendas caíram 42,6% nos combustíveis automóveis e 29,7% nos produtos não alimentares, enquanto os alimentos, bebidas e tabaco cresceram 1,4%.

O volume do comércio a retalho diminuiu em todos os Estados-membro para os quais se dispõe de dados, com as maiores descidas a serem assinaladas em França (-31,1%), Espanha (-29,8%), Malta (-24,8%) e Luxemburgo (-24,7%).

Publicidade

smartphones

Vendas globais de smartphones irão cair 11,9% em 2020

alimentos

Preços mundiais dos alimentos caem para mínimos de 17 meses