A REVISTA DOS NEGÓCIOS DA DISTRIBUIÇÃO

A REVISTA DOS NEGÓCIOS DA DISTRIBUIÇÃO

Clube do Grande Consumo

A introdução progressiva da tecnologia, não necessariamente de forma discreta nas nossas vidas, tem levado, e vai continuar a levar, a mudanças mais ou menos imediatas no modo como nos relacionamos com os objetos que adquirimos. Uma verdadeira “revolução industrial” cujo término ninguém pode, com propriedade, afirmar como vai ser concluída.

Se os valores envolvidos no dinâmico mundo do retalho sempre se pautaram por muitos zeros à direita, os montantes que os operadores “pure players” vieram aportar a este negócio tornam-no verdadeiramente faraónico. Mas não necessariamente mais totalizador, já que é essa mesma tecnologia que permitiu a muitos pequenos negócios darem um ar de sua graça e chegarem, de forma direta, a muitos consumidores, geograficamente mais ou menos próximos de si, eliminando a intermediação de um distribuidor. Diferentes dimensões, ambições distintas, fitos comuns: vender a quem quer comprar e ganhar dinheiro. Realidades desenhadas quotidianamente através da “ditadura das máquinas” cujas capacidades não nos param de surpreender de tão elaborado que é o seu “raciocínio” e, sobretudo, capacidade preditiva, e decisiva, para muitas situações do negócio.

Comércio que, na China, apresenta ideias verdadeiramente disruptivas, inovadoras e que prometem elevar a parada para patamares nunca antes vistos. Se há uns anos atrás, a chegada ao mercado dos aparelhos de GPS gerou um enorme “boom” de vendas, hoje, a revolução chega com aquilo que já se tornou uma comodidade incontornável da nossa vida. Os “smartphones” são a peça dessa mesma mudança de comportamentos, hábitos e registos, servindo, entre outras muitas coisas, para abrir a porta das lojas Auchan Minute, na China, e, por seu intermédio, conduzir o “shopper” no mundo do consumo digital que ali se propicia. Um conceito de lojas sem operadores, onde o digital e a transformação tecnológica, na combinação das suas várias valências, conduzem o utilizador para uma experiência de compra, no mínimo, alternativa.

Mas, se nesta mesma edição da Grande Consumo damos a conhecer a vanguarda do retalho em termos de tendências à escala mundial, não menos verdade é que, por outro lado, é o apelo do tradicional e da conveniência que também continua a resgatar terreno perdido. Uma dicotomia difícil de explicar, em que, ao mesmo tempo em que nos alineamos com tudo o que conseguimos fazer com o toque de um botão, buscamos refúgio no sorriso de um estranho que nos entrega as compras (em saco de papel, claro!).

E o comércio de proximidade continua a querer crescer, ser atual e mais premente, sem perder a oportunidade de modernizar as suas lojas com a introdução de recursos tecnológicos, sejam eles de frente de loja ou de apoio à gestão, mas sempre com a âncora do que é a génese de todo o comércio: o convívio humano.

Queremos a eficácia das máquinas, a precisão dos algoritmos, mas ainda nos diz algo (creio) o sorriso e a confiança de quem nos serve. Nem que seja para, qual gesto simples, nos trazer as compras (compradas online) a casa ou uma refeição quente naqueles dias mais duros ou em que a preguiça é demasiada para ser vencida.

Não consigo deixar de ficar deslumbrado à medida que os “pure players” nos seduzem com a miríade de possibilidades que a sua proposta de valor pode aportar às nossas vidas, mas continuo a preferir ir escolher, por mim, a fruta que como ou ouvir o conselho de um vinho na mercearia da rua onde cresci. Uma como tantas outras por esse mundo fora, mas onde o facto de ser uma “cara conhecida” faz com que não me importe de pagar o custo da menor escala e independência.

7 Maio 2019
Bruno Farias
Diretor Grande Consumo

Galeria de Imagens

Videos

Últimos Artigos

  • in

    El Corte Inglés começa a financiar compras noutras lojas

    A Financeira El Corte Inglés está a testar os financiamentos pessoais. Foram já formalizados 17 mil contratos em Espanha, que permitem ampliar o horizonte de negócio para além das soluções financeiras para a compra de produtos e serviços comercializados nas lojas El Corte Inglés. Designado de Empréstimo Luz Verde, o novo produto pode ser subscrito […] Saber mais

  • in

    Sociedade vai produzir 52 milhões de toneladas de lixo eletrónico dentro de 2 anos

    Pode a tecnologia ser sustentável num mundo dominado pelo consumo de gadgets digitais, cujo crescimento desenfreado é totalmente proporcional ao lixo eletrónico produzido? A resposta a esta questão é um dos grandes desafios da sociedade atual, que produziu, em 2016, 44,5 milhões de toneladas de REEE prevendo-se que, daqui a dois anos, em 2021, este […] Saber mais

  • in

    Lidl renova loja de Maia – Vermoim e aposta em novo serviço de conveniência

    A cadeia de retalho Lidl prossegue o investimento na modernização da rede de lojas em Portugal, renovando agora a de Maia – Vermoim e disponibilizando uma nova oferta de conveniência: frango assado pronto a levar. Esta é uma das quatro lojas Lidl existentes no concelho, onde a empresa tem um total de 81 colaboradores. Com […] Saber mais

  • Publicidade

  • in ,

    Kroger investe em novas marcas de consumo

    A Kroger juntou-se à empresa de investimentos privados Lindsay Goldberg com o objetivo de criar uma plataforma para investir em marcas de produtos de consumo. Sob o nome de PearlRock Partners, o objetivo será ajudar as marcas emergentes a alcançar novos clientes e expandir os seus negócios. A nova plataforma alavancará os recursos de marketing […] Saber mais

  • in ,

    Google lança Grow My Store

    A Google apresenta Grow My Store, uma nova ferramenta criada para analisar o comércio eletrónico e oferecer recomendações às empresas através de relatórios personalizados. A solução coloca os retalhistas à prova em até 22 métricas, com base em estudos aprofundados das melhores práticas de experiência do cliente. Isto significa, conforme explica o Google, tornar a […] Saber mais

  • in ,

    KAFFA em parceria com A Avó veio Trabalhar recicla sacas de café

    A KAFFA, em parceria com A Avó veio Trabalhar, inicia um projeto de reciclagem e reutilização das sacas de café de sarapilheira. A parceria, cuja primeira produção já está a ser finalizada pela A Avó Veio Trabalhar, pretende dar uma nova vida às sacas de sarapilheira que transportam o café verde para a fábrica da […] Saber mais

  • in ,

    Grupo Os Mosqueteiros e Sociedade Ponto Verde em roadshow nacional

    No âmbito do seu compromisso com a sustentabilidade, o Grupo Os Mosqueteiros e as suas três insígnias Bricomarché, Intermarché e Roady apoiam o roadshow nacional da Sociedade Ponto Verde. A iniciativa tem como objetivo promover a Academia Ponto Verde, uma nova plataforma digital com conteúdos sobre reciclagem de embalagens e sustentabilidade, destinados à promoção de […] Saber mais

  • in , , ,

    TheFork revela cinco grandes tendências de “food & drink” em Portugal

    O TheFork, empresa do TripAdvisor, revela os cinco pratos e bebidas mais mencionados em Instagram (considerando volume), pelos portugueses, em 2019. As opções vão das mais saudáveis e leves às mais gulosas e de cozinha especializada. O peixe (8,5 mil), as saladas (4,4 mil), as pizzas (3,2 mil) e as pastas (5,4 mil) são, segundo […] Saber mais

  • in

    Papa Figos Tinto 2017 é o melhor vinho tinto português no IWC 2019

    Criado sob os padrões de qualidade e tradição de Casa Ferreirinha, berço de referências como Vinha Grande, Quinta da Leda ou o icónico Barca Velha, Papa Figos Tinto 2017 acaba de ser considerado o melhor tinto português, ao conquistar o Portuguese Red Trophy na 36.ª edição do International Wine Challenge (IWC), uma das competições de […] Saber mais

Carregar mais
Congratulations. You've reached the end of the internet.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Back to Top
Close Add post

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy