in

Douglas refinancia dívida por 2.550 milhões de euros

Foto SSKH-Pictures/Shutterstock

A Douglas chegou a acordo com os seus credores para os próximos cinco anos, numa altura em que se encontra imersa num plano estratégico para acelerar a sua digitalização.

A retalhista alemã de cosmética conseguiu um refinanciamento da dívida pelo valor de 2.550 milhões de euros. “Posicionámos a nossa estrutura financeira numa base sólida e a longo prazo”, assinala Tina Müller, CEO da Douglas. “O novo pacote de financiamento dará à empresa mais margem para levar a cabo o seu negócio operativo e para iniciativas estratégicas”.

 

Plano estratégico

Desde há alguns meses que a Douglas está a trabalhar na digitalização do seu negócio. O objetivo é centrar a estratégia de crescimento na venda digital de produtos de beleza. Só nos primeiros três meses deste ano, as vendas online cresceram 74%, para os 433 milhões de euros, o que ajudou a moderar a queda da faturação devido à crise causada pela Covid-19.

A Douglas fechou o ano de 2020 com vendas de 3.200 milhões de euros, menos 6,4% que no ano anterior, e com uma queda de 16,7% nos lucros, para os 292 milhões de euros. No primeiro trimestre de 2021, as vendas contraíram 9,3%, para os 1.200 milhões de euros.

Publicidade

Cadeia de Valor

Partilha de dados, rastreabilidade e cooperação serão o futuro da cadeia de valor

Aldi Portugal

Aldi Portugal atinge as 90 lojas com a abertura de um novo espaço