MyCloma Fest
in

MyCloma Fest é o novo mercado sustentável do Porto

É já no próximo fim-de-semana que a Rua do Monte Alegre, no Porto, que se vai realizar o MyCloma Fest. A rua será invadida por milhares de peças de roupa e de livros em segunda mão, mas também por projetos de arte Eco, música, comida de conforto e workshops ligados à sustentabilidade.

O promotor do MyCloma Fest é a MyCloma, uma plataforma portuguesa de compra e venda de roupa em segunda mão, que nasceu há um ano, em plena pandemia. Ao decidirem como celebrar o aniversário, os quatro jovens fundadores foram unânimes: “através de uma ação com impacto, que envolva a comunidade no propósito da preservação do planeta”.

Em linha com a sua missão de prolongar o ciclo de vida útil da roupa, numa clara aposta pela economia circular, neste evento, a MyCloma reforça o seu impacto ao disponibilizar o stock “in loco” àquele público que privilegia a compra presencial. O facto de convidar outros projetos “verdes” a estar foi, segundo Ana Catarina Monteiro, fundadora da MyCloma, “uma opção natural, uma vez que temos por princípio estabelecer parcerias, mas também porque a presença de outras marcas é um fator de valorização do MyCloma Fest na ótica do cliente”.

Projetos como A Tripeirinha, MINERAL Organic Crafts, Trade Stories, Mande uma Flor, Arum Earrings ou Meia Laranja são algumas das presenças já confirmadas neste âmbito.

 

Aplicação móvel

A primeira edição do MyCloma Fest ficará, ainda, marcada pelo lançamento da primeira aplicação móvel portuguesa especializada na venda de roupa em segunda mão, desenvolvida para sistemas Android e Apple, perpetuando a “revolução” que a MyCloma implementou em 2020, quando surgiu no mercado para diminuir o consumo de “fast fashion”, sensibilizando o mercado para as vantagens de adquirir artigos usados em perfeito estado.

Amazon

Amazon será o maior retalhista norte-americano em 2022

Pesca artesanal Senegal

Greenpeace denuncia “roubo” de pescado na África Ocidental por parte de empresas europeias