Amazon
Foto Shutterstock
in

Amazon será o maior retalhista norte-americano em 2022

A Amazon está a caminho de ultrapassar a Walmart como o maior retalhista dos Estados Unidos. De acordo com uma investigação publicada pela JPMorgan, a gigante do e-commerce norte-americana pode derrubar a sua congénere, que é também a maior retalhista do mundo, em 2022.

O negócio de retalho da Amazon nos Estados Unidos é o de “maior crescimento em escala“, de acordo com os analistas da empresa financeira. Entre 2014 e 2020, o volume bruto de mercadorias da Amazon no país cresceu significativamente mais rápido do que a média nacional de vendas no retalho e no e-commerce.

Os analistas apontam que o volume bruto de mercadorias da Amazon, em 2020, cresceu 41%, face ao homólogo, para 316 mil milhões de dólares. Por sua vez, a Walmart cresceu apenas 10%, para 439 mil milhões de dólares, em 2020.

 

Pandemia

Analistas da JPMorgan destacaram alguns fatores que acreditam estar a impulsionar o crescimento da Amazon: uma expansão em “categorias grandes e com pouca penetração“, como alimentação e roupa; forte crescimento nas vendas de fornecedores externos e o Prime Flywheel, a estratégia de marketing de sucesso de Jeff Bezos, CEO da Amazon.

Em abril, o gestor disse que a empresa já tem mais de 200 milhões de assinantes Prime, o que compara com os 150 milhões no início de 2020.

A pandemia de Covid-19 acelerou a consolidação do comércio eletrónico e fortaleceu o domínio da Amazon no sector do retalho. Os consumidores, “presos” em casa, recorreram à empresa em busca de uma infinidade de produtos, de acordo com a JPMorgan, desde papel higiénico a equipamentos de exercício. Também confiaram na gigante de comércio eletrónico para serviços que, de outra forma, não teriam considerado, como as compras de supermercado.

Carrefour

Carrefour lança uma plataforma de retalho omnicanal

MyCloma Fest

MyCloma Fest é o novo mercado sustentável do Porto