in

Clima de consumo aumenta face ao ano passado

Foto Shutterrstock

No mês de agosto, as expectativas económicas e salariais e a disposição para adquirir algum produto ou serviço apresentaram indicadores positivos, posicionando-se significativamente melhor face ao mesmo mês de 2020, que apresentava um indicador de -5 pontos, segundo revelam dados da GfK relativamente ao clima de consumo na Europa.

Em relação ao mês de julho, o clima de consumo europeu desceu ligeiramente (18,5 face a 18,3 pontos), com as expectativas económicas a variarem em -5 pontos.

 

Portugal com uma das maiores subidas

Portugal e Irlanda registaram as maiores subidas, no que diz respeito às expectativas económicas (mais 15 e mais 10 pontos, respetivamente), com Alemanha e Turquia a verem os maiores decréscimos neste indicador.

O indicador das expectativas salariais manteve-se inalterado face a julho, com a Finlândia a registar a maior subida (+10 pontos), seguida da República Checa (+7 pontos). Neste indicador, apenas a Holanda, Letónia e Eslovénia revelaram expectativas salariais negativas.

Portugal apresentou uma subida de três pontos em relação aos dados de julho.

Assim como as expectativas económicas, também a predisposição para comprar teve um decréscimo geral na Europa (-2 pontos).

Em Portugal, a predisposição para comprar manteve-se igual, enquanto a Letónia e a Croácia registaram a maior subida de entre todos os países analisados.

Publicidade

Lego

Grupo Lego aumenta receitas em 46%

Agriloja

Agriloja abre no Cartaxo