in

Vendas da H&M crescem 62%

Foto Koshiro K/Shutterstock.com

A H&M concluiu o seu segundo trimestre fiscal, compreendido entre 1 de março e 31 de maio, com uma faturação de 4.615 milhões de euros, mais 62% que no mesmo período de 2020. Em moeda local, o crescimento foi de 75%.

A cadeia de moda assegura que a evolução das suas vendas continuou afetada pela pandemia. No início do segundo trimestre, continuavam encerradas 1.300 lojas, enquanto que as que permaneceram abertas sofreram restrições de horários de abertura, número de clientes e área de venda. “Em alguns dos mercados mais importantes para o grupo, como França e Alemanha, as lojas permaneceram fechadas de modo continuado, durante quase todo o trimestre, como consequência da ampliação das restrições”, indica a H&M em comunicado.

 

Recuperação

Não obstante, a empresa explica que, à medida que o processo de vacinação avança em vários mercados, as lojas estão a abrir, gradualmente, o que está a acelerar a sua forte recuperação.

Simultaneamente, as vendas online continuam a desenvolver-se positivamente, incluindo com a abertura de lojas.

Entre 1 e 13 de junho, as vendas da H&M aumentaram, em termos homólogos, 2% (35% em moeda local).

Publicidade

exportações

Brexit potencia queda nas exportações agroalimentares europeias

Fim da guerra comercial entre os Estados Unidos e a União Europeia