More stories

  • Insolvências
    in

    Crédito y Caución prevê um aumento de 26% nas insolvências mundiais em 2021

    Apesar da profunda recessão provocada pela pandemia de Covid-19, em 2020, não se produziu o previsível aumento das insolvências globais. A nível mundial, o número de falências empresariais teve uma redução de 14%, com reduções significativas em algumas das maiores economias europeias, como Espanha (-14%), Alemanha (-17%), França (-40%) ou Reino Unido (-27%). Em Portugal, […] Saber mais

  • Publicidade

  • Economia
    in

    Estímulos fiscais e monetários vão estender-se por 2021

    A Crédito y Caución prevê que o apoio monetário dos bancos centrais se prolongue até 2022, de modo a fortalecer a recuperação económica. Na primavera de 2020, a Reserva Federal reduziu rapidamente as taxas de juros, anunciou uma flexibilização quantitativa ilimitada e apoiou os mercados com liquidez, incluindo os empréstimos diretos às pequenas empresas. O […] Saber mais

  • China
    in

    A economia chinesa vai crescer 9% em 2021

    A Crédito y Caución prevê um crescimento da economia chinesa de quase 9%, em 2021. Contrariando a tendência mundial, a economia chinesa cresceu 2,3%, em 2020. A recuperação acelerou nos últimos meses do ano, apoiada no forte incremento das exportações de bens durante o quarto trimestre. Contudo, a médio prazo, é esperado um abrandar do […] Saber mais

  • México
    in

    México não recuperará os níveis do seu PIB até 2024

    A Crédito y Caución prevê que o México não recupere os níveis de PIB anteriores à pandemia até 2024, após a forte deterioração económica registada em 2020. O México revelou uma elevada vulnerabilidade aos efeitos da pandemia decorrente da fragilidade do seu sistema de saúde, à estreita sincronização da sua economia com o ciclo económico […] Saber mais

  • Rússia
    in

    Crédito y Caución prevê uma modesta recuperação da Rússia em 2021

    Em 2020, a economia da Rússia foi afetada por uma combinação de preços baixos do petróleo e efeito negativo dos confinamentos sobre a procura interna. No entanto, as medidas de distanciamento social foram mais curtas e menos severas do que noutros países, de modo que a contração do PIB se limitou a 3,6%. A Crédito […] Saber mais

  • comércio
    in

    Comércio de mercadorias resiste à Covid-19

    De acordo com o último “Economic Outlook” divulgado pela Crédito y Caución, o comércio mundial está a revelar uma resistência inesperada aos efeitos da Covid-19. As diferentes projeções internacionais antecipavam quedas entre 15% e 30%, em 2020, projetando o comportamento das trocas globais de mercadorias durante a crise de 2008, quando a queda multiplicou por […] Saber mais

  • Economia
    in

    Crédito y Caución prevê que a economia mundial cresça 5% em 2021

    A Crédito y Caución prevê que a economia mundial se recupere, em 2021, da grande recessão económica do primeiro semestre de 2020, causada, em grande medida, pelo impacto da pandemia. Contudo, o ritmo da recuperação dependerá muito da efetividade dos planos de vacinação e do final dos confinamentos. O apoio fiscal e monetário será crucial […] Saber mais

  • pandemia
    in

    EUA recuperam os níveis de PIB anteriores à pandemia em 2021

    A Crédito y Caución espera que os Estados Unidos recuperem os seus níveis de PIB anteriores à pandemia, até final de 2021, graças ao programa de vacinação, à reabertura de empresas, ao aumento dos gastos dos consumidores e aos importantes estímulos fiscais que o novo governo irá aplicar. O número de insolvências, em 2020, foi […] Saber mais

  • Publicidade

  • empresas
    in

    Os cinco emergentes mais promissores de 2021

    Após a recessão mundial de 2020, a saída previsível da pandemia, em 202,  irá desencadear uma reativação económica global. De acordo com a análise da Crédito y Caución, cinco mercados emergentes estão especialmente preparados para oferecer novas oportunidades de negócio nesse crescimento: Chile, Egito, Senegal, Malásia e Vietname. Todos os cinco cumprem com três critérios: […] Saber mais

  • América Latina
    in

    América Latina é a região emergente mais afetada pela pandemia

    De acordo com a análise da Crédito y Caución, a América Latina é a região emergente mais afetada pela pandemia, tanto em termos sanitários como económicos. A região, que representa 10% da população mundial, acumula um terço das mortes provocadas pela pandemia. A economia informal e a elevada densidade das zonas urbanas contribuíram para a […] Saber mais

  • Grécia
    in

    Crédito y Caución prevê uma recuperação na Grécia em 2021

    A economia grega foi duramente atingida pela pandemia. A Grécia, onde o sector do turismo representa quase 27% do Produto Interno Bruto (PIB), enfrentou uma contração económica de mais de 7%, em 2020. Em 2021, a Crédito y Caución espera uma recuperação, mas os riscos de queda continuam elevados. Se a pandemia chegar ao fim, […] Saber mais

  • Insolvências
    in

    Constituições caem 24,6% face a 2019 enquanto as insolvências aumentam 2,2%

    As 4.695 insolvências registadas nos primeiros onze meses de 2020 traduzem um aumento de 2,2% face ao período homólogo de 2019. Este valor acumulado é, no entanto, inferior aos números apurados tanto em 2018 (5.398 insolvências) como em 2017 (5.787). O mês de novembro último registou mesmo uma diminuição nas insolvências, com 506 empresas insolventes, […] Saber mais

  • Ásia
    in

    Dissociação das economias afeta o desenvolvimento do comércio na Ásia

    De acordo com o mais recente relatório da Crédito y Caución, a recuperação económica começou na maioria dos países na Ásia. A recessão das suas economias, em 2020, foi curta e não tão profunda como no resto do mundo. Com exceção da Índia e das Filipinas, a recuperação foi clara a partir do terceiro trimestre […] Saber mais

  • Bulgária
    in

    Bulgária contrai 4,3% em 2020

    A Crédito y Caución prevê que a economia da Bulgária sofra uma contração de 4,3% em 2020. A pandemia provocará quedas superiores a 8% no investimento, 10% nas exportações e 5% na produção industrial. O turismo, que representa 11% do PIB, é um dos sectores mais afetados pela Covid-19. A despesa pública crescerá cerca de […] Saber mais

  • Brasil
    in

    Contração no Brasil será menos intensa do que o esperado

    A pandemia global pôs fim à modesta recuperação económica que se registava no Brasil, desde 2017, após uma longa e profunda recessão. A propagação do coronavírus e as medidas para a sua contenção tiveram um grande impacto na procura interna, no primeiro semestre, gerando uma forte contração no sector de serviços, que representa cerca de […] Saber mais

  • Publicidade

  • recessão
    in

    Estará a rentabilidade das empresas europeias em 2021 ameaçada pela Covid-19?

    Os economistas da Crédito y Caución preveem uma redução do Produto Interno Bruto (PIB) mundial de 4,3%, em 2020, o que implica que o impacto negativo da Covid-19 será superior ao provocado pela crise financeira de 2008/2009. As atuais previsões de crescimento estão sujeitas a riscos, já que muitos países estão a endurecer as medidas […] Saber mais

  • Insolvências
    in

    Crédito y Caución prevê um aumento das insolvências na República Checa

    A Crédito y Caución prevê que a economia checa registe uma contração de 6%, em 2020, com quedas de dois dígitos tanto na produção industrial, como no comércio externo. A recessão global tem um efeito muito direto sobre esta economia altamente integrada nas cadeias de valor, cujas exportações equivalem a 70% do PIB. A seguradora […] Saber mais

  • Insolvências
    in

    Insolvências com crescimento homólogo de 5,7%

    As insolvências aumentaram 5,7% nos primeiros 10 meses de 2020, face ao período homólogo de 2019. Contudo, o valor acumulado é inferior ao verificado no mesmo período de 2018 (-15,9%) e 2017 (-11,4%), revelam os dados da Crédito y Caución. O mês de outubro encerrou com menos 72 insolvências que em 2019 (-11,4%), menos 153 que […] Saber mais

  • exportadores portugueses
    in

    Crédito y Caución prevê uma grave recessão económica na África subsaariana

    O impacto da pandemia na África subsaariana gerou uma contração regional sem precedentes, devido à interrupção do comércio, às restrições ao turismo e à queda da procura e dos preços das matérias-primas. Os governos africanos, que atuaram com determinação para conter a propagação do vírus, evitaram uma crise sanitária, mas as medidas aplicadas tiveram um […] Saber mais

  • Insolvências
    in

    Insolvências aumentam 12,3% nos primeiros nove meses do ano

    As insolvências voltaram a crescer em setembro, que se afirma como o mês deste ano com maior número de registos: 660. Face ao ano passado, este valor traduz um incremento de 53,5%. Este é o valor mais elevado verificado em setembro desde 2017. No global do ano, há registo de 3.877 insolvências, com mais 424 […] Saber mais

Carregar mais
Congratulations. You've reached the end of the internet.