in

Pingo Doce e Novo Verde em limpeza de praias portuguesas

O Pingo Doce, através do programa Amar o Mar e em parceria com a Novo Verde, associou-se à Liga MEO Surf 2022, enquanto parceiro de sustentabilidade, e encontra-se a promover várias ações de sensibilização e de limpeza nas praias. As escolas locais, dos primeiro e segundo ciclos, foram desafiadas a juntarem-se  e a iniciativa vai contar com a participação de cerca de 500 crianças.

O programa Amar o Mar do Pingo Doce pretende sensibilizar e alertar para a necessidade da preservação dos rios, mares, oceanos e toda a biodiversidade que neles habita. Sendo o surf um desporto de mar, um dos ecossistemas com mais problemas ambientais, o Pingo Doce aliou-se ao evento desportivo como agente sensibilizador e mobilizador de comportamentos junto das gerações mais jovens.

Filipa Pimentel, diretora de Desenvolvimento Sustentável e Impacto Local do Pingo Doce, explica que “é fundamental envolver a comunidade e, em particular, incentivar as gerações mais novas a participarem ativamente nestas ações, para que tenham acesso à informação e aos recursos necessários e possam, desde já, começar a adotar comportamentos e estilos de vida mais sustentáveis e responsáveis”.

 

Praias

Nas cinco praias por onde passa a Liga MEO Surf 2022 – Cabedelo (Figueira da Foz), Matosinhos (Porto), Ribeira D’Ilhas (Ericeira), Ribeira Grande (Açores) e Supertubos (Peniche) –, as crianças vão poder contribuir para a limpeza dos areais e, assim, ajudar a mitigar o impacto ambiental nestes locais.

Francisco Simões Rodrigues, presidente da Associação Nacional de Surfistas, a entidade responsável pela organização da competição, explica que “ao longo da Liga MEO Surf, vamos promover cinco dias (um por etapa) de iniciativas do programa Amar o Mar do Pingo Doce, em que as crianças das escolas dos concelhos visitados terão uma ação de consciencialização para a importância da proteção dos oceanos e de limpeza de praia. Estamos alinhados na vontade de contribuir para a solução de um problema que é global e de primeira linha de relevância.”

 

Sessões de sensibilização

Em cada uma das etapas, a iniciativa conta com uma sessão de sensibilização com a mergulhadora Sónia Sousa Ell, seguida de uma ação de limpeza da praia. Cada participante recebe um kit de limpeza que poderá, depois, utilizar proativamente para continuar a dinamizar as suas próprias ações de limpeza. No final, é feita a contabilização, triagem e encaminhamento correto de todos os resíduos recolhidos.

A sensibilização do cidadão para a adoção de boas práticas e para uma gestão adequada dos resíduos que gera é fundamental para prevenir a sua produção. A proibição da utilização de um determinado produto, por si só, não é a solução. É muito importante sensibilizar as pessoas das suas ações, no momento do descarte dos seus resíduos, bem como na escolha de produtos com menor pegada ambiental. Devemos ter a consciência de que o ciclo de vida dos produtos não depende só do material em si, mas, acima de tudo, da forma como nós, enquanto consumidores, tratamos os vários produtos no seu fim de vida, depositando-os nos locais adequados”, acrescenta Pedro Simões, diretor geral da Novo Verde, sobre a importância de promover e incentivar junto da sociedade um consumo e utilização de produtos descartáveis mais conscientes.

 

Calendário

As primeiras duas ações já decorreram, no mês de abril, na Praia do Cabedelo e na Praia de Matosinhos, e contaram com mais de 250 crianças. Em junho, o Pingo Doce e a Novo Verde rumam às praias de Ribeira D’Ilhas e Ribeira Grande, onde decorrem a terceira e quarta etapas da competição, respetivamente. Já em outubro, será a Praia dos Supertubos, em Peniche, a receber a quinta e última fase da ação.

Segunda mão

63% dos portugueses compra produtos em segunda mão para poupar

Tecnologia

Mercado global de bens tecnológicos com arranque lento em 2022