Nunex Sensitive
in

Novas toalhitas “flushable” e biodegradáveis são portuguesas

As toalhitas humedecidas, utilizadas sobretudo na higiene do bebé, entraram no mercado com uma missão muito específica: proporcionar uma limpeza completa e uma maior frescura, suavidade e conforto ao utilizador, comparativamente ao papel higiénico.

Teria tudo para ser a solução perfeita, não fosse o custo ambiental associado à má utilização das toalhitas até então existentes no mercado. As toalhitas descartáveis tornaram-se o flagelo dos sistemas residenciais e municipais de esgotos em todo o mundo. Tratando-se de compostos de celulose, poliéster e termoplásticos, as toalhitas não têm uma biodegradação rápida o suficiente para evitar entupimentos, já que os termoplásticos não são degradáveis em água.

Ao longo dos últimos anos foram usados milhões de euros na desobstrução dos esgotos e no tratamento e purificação das águas residuais, um problema ecológico muito caro. A pensar nesta lacuna de mercado, a Nunex lançou a sua nova gama de toalhitas, as toalhitas Nunex Sensitive.

 

Biodegradável e “flushable”

Estas toalhitas são constituídas por material em tissue, compatível com o sistema de drenagem de águas residuais domésticas, devido à sua elevada capacidade de desintegração em contacto com a água”, explica o CEO da Nunex, Nuno Ribeiro.

Um produto capaz de se decompor por ação de microrganismos e apto para ser eliminado na sanita, para uma maior consciência e conservação ambiental.  Concebidas para cuidar e nutrir até as peles mais sensíveis, estas toalhitas são, então, fabricadas a partir de fibras naturais, dispersíveis e biodegradáveis e com extratos de aveia e proteína de soja. Importa também referir que 98,5% dos ingredientes da loção são de origem natural.

O produto está disponível na loja online da marca, em www.nunex.pt/loja, também com entrada prevista nos super e hipermercados Continente no mês de setembro.

Publicidade

Aldi Sud

Aldi testa máquinas de vending

Bicicleta

Stock de bicicletas esgotou em Portugal no final de julho