in

Inovação catalisa mercado das bebidas energéticas

O mercado de bebidas energéticas deverá crescer, a nível global, a uma taxa de 11% até 2019, segundo a Technavio. O uso de ingredientes naturais é um dos principais motores do crescimento, já que as preocupações com a saúde associadas ao consumo regular destas bebidas está a levar ao lançamento de produtos à base destes ingredientes.

A categoria está também a beneficiar da crescente notoriedade das marcas entre os consumidores e da maior disponibilidade de rendimentos. A popularidade entre não atletas está também a incentivar o crescimento deste mercado, assim como uma mais clara e simples rotulagem dos produtos.

De acordo com a Technavio, as marcas já estabelecidas estão a propor também variantes de bebidas sem açúcar, seguindo as pisadas dos novos atores neste mercado. É o caso da Red Bull, que tem destacado os benefícios do Red Bull Zero. Segundo a marca, a campanha de marketing Zero Excuses ajudou a gerar vendas no valor de 10,56 milhões de dólares.

Este mercado está evoluir com o lançamento de novas linhas de produto, particularmente em novas categorias ou tamanhos e sabores alternativos. Por exemplo, o lançamento dos shots energéticos criou um novo segmento. Atualmente, os fabricantes estão a desenvolver águas energéticas e pastilhas elásticas energéticas, feitas com ingredientes naturais.

As bebidas energéticas estão também a inspirar-se noutras categorias de produto. As propostas feitas com verdadeiros sumos de fruta são uma tendência emergente neste mercado, que está a atrair os consumidores preocupados com a sua saúde e que se coibiam do consumo destes produtos. De igual modo, os sabores inspirados em cocktails são outra tendência importante, sobretudo entre os consumidores mais jovens.

Publicidade

ASUS lança ZenWeek com oferta de produtos

30% das empresas privadas em incumprimento no crédito em 2015