in ,

Facebook lança anúncios dinâmicos para o retalho

No seguimento da sua estratégia para ajudar as empresas a impulsionarem as suas vendas reais, quer seja online ou “in-store”, o Facebook lançou os anúncios dinâmicos para o retalho.

Ao conectarem o inventário de uma loja local ao Facebook, os anunciantes podem criar campanhas que mostrem, de forma dinâmica, quais os produtos que estão disponíveis no ponto de venda mais próximo. Este serviço inclui um indicador de disponibilidade na imagem do produto, que mostra  um resumo da disponibilidade do mesmo numa loja próxima. Se um produto for vendido na loja mais próxima, a campanha é automaticamente ajustada de forma a que as pessoas deixem de ver o anúncio nessa região. Em contrapartida, indica os produtos semelhantes disponíveis na loja mais próxima.

De acordo com o Facebook, 49% das compras em loja são influenciadas pelas interações digitais e mais de metade são feitas em dispositivos móveis. “Com esta tendência a crescer, os retalhistas têm de evoluir as suas campanhas para alcançar as pessoas em dispositivos móveis, mostrar os produtos e, por fim, fazer com que os produtos que estão nas prateleiras sejam vendidos”, diz a rede social em comunicado.

Em junho, o Facebook anunciou novas ferramentas para os profissionais de marketing impulsionarem o tráfego das lojas e determinarem o impacto das suas campanhas mobile em visitas às lojas e vendas. A empresa está a reportar mais de um milhão de visitas às lojas, por dia, em 100 mil localizações e um número crescente de retalhistas que estão a utilizar as conversões offline API para verificar que as pessoas que veem os seus anúncios estão a fazer compras nas lojas.

Os anúncios dinâmicos do Facebook são uma forma para se impulsionar vendas online e mobile com mais anúncios de produto relevantes. Muitos retalhistas já utilizam os anúncios do Facebook para promover os seus produtos “in-store”, mas até agora não era fácil personalizar a criatividade para cada uma das lojas, tendo como base a disponibilidade de produtos em cada uma, os preços ou promoções. “O marketing de produtos fora de stock ou preços errados podem levar a uma experiência de cliente negativa e ao desperdício de impressões. Agora, com os anúncios dinâmicos para o retalho, as campanhas podem mostrar, de forma dinâmica, os produtos de acordo com a disponibilidade na loja mais próxima da pessoa que está a ver o anúncio”.

Por exemplo, se um retalhista da área da moda quiser anunciar um evento nacional de vendas que decorra em todas as lojas, os anúncios dinâmicos para o retalho vão apenas mostrar os produtos que estão em stock na loja mais próxima, bem como o preço local. Como os anúncios são direcionados para o catálogo de produtos local, se um produto for vendido numa determinada loja, a campanha é automaticamente ajustada para que as pessoas nessa região deixem de ver esse produto anunciado. A seleção de produtos para cada anúncio pode ser otimizada com base nos comportamentos de compra online e mobile. 
Os anunciantes podem utilizar o resumo de produtos do Facebook para facultar aos potenciais “shoppers” a informação que necessitam sem que tenham de sair da aplicação do Facebook. O resumo de produto inclui formas de levar as pessoas a determinadas ações, como contactar a loja mais próxima, comprar online ou guardar o produto para uma referência futura.

O Facebook está atualmente a testar os anúncios para retalho com anunciantes como a Abercrombie & Fitch, Argos, Macy’s, Pottery-Barn e a Target. O objetivo é torná-los disponíveis de forma mais abrangente para clientes elegíveis, nas próximas semanas. “Aumentar o poder dos anúncios dinâmicos do Facebook para o inventário de lojas abre novas e entusiasmantes possibilidades para a Macy’s enquanto retalhista multicanal. Estamos entusiasmados por termos sido os primeiros a desenvolver os anúncios dinâmicos do Facebook para o retalho, na medida em que nos ajuda verdadeiramente a personalizar os anúncios de produto com base no comportamento online e no inventário da loja mais próxima da Macy´s. Permite que os nossos canais online e offline facultem uma experiência mais envolvente, relevante e útil aos compradores”, afirma Serena Potter, Group Vice President Digital Media Strategy da Macy’s.

 “Os anúncios dinâmicos para o retalho permitem-nos ter a nossa gama de produtos e não apenas personalizá-la com base no comportamento online dos consumidores, mas localizar a quantidade em tempo real. O Facebook está a ajudar-nos a construir uma fundação sólida para perceber o impacto que o marketing digital tem no tráfego das lojas e vendas, ao ter os resultados e devolvê-los de volta aos nossos consumidores que não foram apenas expostos aos anúncios dinâmicos para uma campanha de retalho, mas tomaram novas medidas. Este é mais um passo para conseguirmos colocar os nossos clientes em primeiro lugar, proporcionando-lhes uma experiência perfeita, que é o “core” da nossa estratégia de marketing na Abercrombie & Fitch”, testemunha, por sua vez, Billy May, vice-presidente sénior de Marketing, Direct-to-Consumer & Corporate Development da Abercrombie & Fitch.

O Facebook está também a introduzir o seu primeiro objetivo de marketing em como construir especificamente para anunciantes que pretendam conduzir mais pessoas às suas lojas ou determinadas localizações. O objetivo de visitas à loja baseia-se nas características de geo-segmentação e apresenta as visitas à loja enquanto a principal métrica de “reporting” e um novo modelo de otimização. A otimização de visita às lojas ajuda os anunciantes a alcançarem as pessoas que estão mais predispostas a visitar as suas lojas, com o objetivo de diminuir o custo por visita a loja reportado.  Por exemplo, a Albertsons nos Estados Unidos da América conseguiu alcançar pessoas mais predispostas a visitar as suas lojas e reduziu o custo por visita a loja em 40% num teste recente.

Este novo objetivo também inclui segmentação geográfica melhorada, que permite aos anunciantes definirem um raio de localização com base na densidade de população e alcance desejado. Os anúncios dinâmicos para o retalho impulsionam o objetivo de visitas à loja para tirar partido deste novo modelo de otimização e características de geo-segmentação mais fortes. O “reporting” de visitas às lojas é uma métrica estimada com base na informação das pessoas com serviços de localização ativados nos seus telefones. 



O objetivo de visitas à loja vai estar disponível para todos os anunciantes durante o próximo mês. A elegibilidade para o “reporting” de visitas às lojas e otimização dependem dos critérios de elegibilidade específicos, incluindo o tamanho da loja e localização. 



Publicidade

Águas do Vimeiro conquistam certificação internacional de segurança alimentar

Alibaba quer entrar na Polónia