in

KitKat quer atingir a neutralidade carbónica em 2025

Foto aperturesound/Shutterstock

A KitKat comprometeu-se a atingir a neutralidade carbónica em 2025. O seu objetivo é reduzir as emissões geradas através do abastecimento dos seus ingredientes, do fabrico e distribuição dos seus produtos em mais de 50%.

A maioria das emissões de carbono é gerada na produção dos ingredientes de KitKat, como o cacau e o leite. A marca da Nestlé irá reduzir estas emissões, tanto quanto lhe seja possível, através de iniciativas como a reflorestação e o apoio na transição para uma agricultura regenerativa. Nesse sentido, ajudará os agricultores a plantar cinco milhões de árvores nas zonas onde obtém o seu cacau, até 2025.

No caso das emissões que não possam ser eliminadas, a KitKat irá investir em compensações baseadas em soluções climáticas naturais.

 

Pegada de carbono

A marca está a trabalhar com a The Carbon Trust, uma consultora global na área da sustentabilidade, para medir a sua atual pegada de carbono, processo que será concluído ao longo deste ano.

Nas suas fábricas, desde 2000 que a KitKat reduziu o consumo de energia em mais de 40% por tonelada de produto e está a utilizar energia renovável. A marca assegura que continuará a procurar novas formas de acabar com a dependência de combustíveis fósseis e que 100% da energia usada nas suas unidades de produção, em 2025, será de origem renovável.

Publicidade

Heineken

Heineken vai “conduzir” um pitwall de F1 até à casa de um consumidor

Milka comemora 120 anos com tablete de edição limitada