in

90% dos shoppers acredita que os supermercados os podem ajudar a fazer escolhas mais sustentáveis

Foto Shutterstock

Nove em cada 10 compradores acreditam que os supermercados podem desempenhar um papel fundamental ajudando-os a tomar decisões de compra mais sustentáveis, indica um estudo da tcc.

A pesquisa apurou que, atualmente, 78% toma as suas decisões de compra com base no facto dos produtos serem amigos do ambiente. De acordo com a tcc, os resultados vêm sustentar que a sustentabilidade continua a ser um aspeto fundamental para os consumidores mundiais, apesar do impacto da Covid-19 no consumo.

 

Resultados

96% dos inquiridos em Itália e a mesma percentagem na China acreditam que os supermercados os podem ajudar nas suas escolhas sustentáveis. Este valor desce para 87% na Rússia, 86% na Alemanha e 85% em França.

Em termos da escolha de marcas com credenciais “eco-friendly”, 91% dos shoppers na China confirma tomar esta opção, valor que desce para 80% em Itália, 74% na Rússia, 73% em França e 71% na Alemanha.

A pesquisa também procurou apurar se os consumidores acreditam nas mensagens das marcas que alegam tornar-se mais sustentáveis, com 75% a responder afirmativamente. Mais uma vez, os consumidores chineses destacaram-se, com 91%, o que compara com os 66% de França.

No que se refere às medidas implementadas pelas marcas e pelos retalhistas no combate ao desperdício alimentar, contudo, apenas 40% considera que são suficientes. A percentagem mais elevada foi, uma vez mais, encontrada na China, o que compara com os 33% da Alemanha e 32% de França.

 

Papel do retalho

Nicolas Garrelly, diretor de sustentabilidade na tcc, destaca que os retalhistas de base alimentar, de um modo particular, desempenham um papel importante, através, por exemplo, dos seus programas de fidelização, de modo a ajudar o shoppers a fazer escolhas mais sustentáveis.

Publicidade

GPL_entrega

“Estamos todos a bordo nesta viagem pelo universo digital porque a oportunidade é, de facto, muito relevante”

Mercadona

Mercadona abre o primeiro supermercado em Guimarães