in

Vendas do Grupo DIA em Portugal encolhem 6,1% nos primeiros nove meses

O Grupo DIA registou, nos primeiros nove meses, vendas brutas sob insígnia no valor de 7.843 milhões de euros, num crescimento, em moeda local, de 15%. Em Portugal, as vendas brutas acumuladas até ao final de setembro caíram 6,1% para os 622,3 milhões de euros.

Portugal passa, assim, a representar 7,7% das vendas totais do grupo, quando no ano passado pesava 9,4%. No comunicado enviado ao regulador espanhol, o DIA indica que “continua a trabalhar arduamente para melhorar a proposta comercial em Portugal, assim como o índice de preços, o que também está a afetar a margem operacional negativamente, embora o mercado permaneça muito competitivo. O novo formato de proximidade Minipreço está a evoluir de acordo com o previsto e o novo formato Minipreço Maxi foi testado no terceiro trimestre de 2015, com resultados muito animadores”.

Em Espanha, as vendas neste período alcançaram os 4.379 milhões de euros, um aumento de 15,2%. Na Argentina, Brasil e China, apesar da desaceleração destas economias e da forte queda do real brasileiro, as vendas brutas sob a insígnia situaram-se nos 2.841 milhões de euros, mais 21% em moeda local.

O resultado líquido ajustado em euros situa-se, nos primeiros noves meses do ano, nos 165 milhões de euros até setembro, uma redução de 3,6% atribuída, principalmente, a maiores gastos financeiros. Por outro lado, o resultado líquido atribuído retrocedeu 52% em moeda local devido à venda da operação em França no ano passado.

No comunicado, o DIA destaca o desempenho no terceiro trimestre, com um forte crescimento nas vendas e no EBITDA ajustado. “Fizemos progressos importantes na Península Ibérica, com um melhor crescimento orgânico em todos os formatos, tanto em Espanha como em Portugal, o que confirma o nosso plano de conseguir um crescimento orgânico positivo em ambos os países nos próximos meses“. No terceiro trimestre, onde o grupo prosseguiu com a remodelação das lojas em Portugal, registou vendas comparáveis equivalentes às do ano passado.

Publicidade

Prosegur Alarmes apoia uma IPSS à escolha do cliente

Sonae associa-se à central de compras espanhola IFA