in

Vendas da DIA crescem 0,7% em Portugal

No primeiro trimestre, as vendas do Grupo DIA cresceram 0,7%, no mercado nacional, para os 150 milhões de euros. Em termos comparáveis, contudo, houve uma queda de 2,5%.

Em termos globais, as vendas líquidas atingiram os 1.571,6 milhões de euros, numa queda de 7,3% (0,4% numa base comparável), com efeitos adversos pelos tipos de câmbio e pela comparação com um primeiro trimestre de 2020 que o grupo define como “excecional”.

 

Janeiro e fevereiro com forte desempenho

A comparação do trimestre inteiro é impactada pelas compras de abastecimento prévias ao confinamento causado pela Covid-19, em todos os mercados, em março de 2020. De facto, o grupo destaca que, em janeiro e fevereiro, as vendas comparáveis tiveram um forte desempenho, continuando a tendência do ano anterior. O aumento de 9,2% na cesta média, durante o trimestre, compensou a queda de 8,7% no número de tickets.

 

Comparação difícil a partir de março

Para Stephan DuCharme, presidente executivo do Grupo DIA, a comparação de vendas a partir de março vai ser um desafio para o sector, dado o aumento de procura “sem precedentes” que registado pelas principais cadeias de retalho alimentar em 2020, quando os consumidores a nível mundial se preparavam para lidar com as restrições de confinamento. “Ainda que, na atualidade, as restrições continuem a refletir o consumo nos lares, continuamos cautelosos sobre o cenário pós-Covid, dada a incerteza existente relativamente ao caminho para a normalização”.

Publicidade

Marca própria em crescimento na Europa

Dirk Niepoort lança vinho Sem Maneiras desenvolvido com Ljubomir Stanisic