in

Prosegur Alarmes apoia uma IPSS à escolha do cliente

A Prosegur Alarmes está a lançar a campanha ‘Natal 2015 Prosegur Solidária’, na qual vai doar 5 euros a uma Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) escolhida por cada cliente que contrate uma instalação de alarme (residencial ou empresarial), até 31 de janeiro do próximo ano.

O cliente pode escolher para qual das instituições pretende que a Prosegur faça reverter esse valor: Operação Nariz Vermelho, Liga Portuguesa Contra o Cancro e Entreajuda.

A Entreajuda prefere que o valor angariado seja revertido em serviço prestado a instituições por si apoiadas, com a oferta do sistema de alarme da Prosegur e de uma anuidade grátis.

A Operação Nariz Vermelho é uma IPSS sem vinculações políticas ou religiosas, constituída em 4 de Junho de 2002 e o seu principal propósito é assegurar de forma contínua um programa de intervenção dentro dos serviços pediátricos dos hospitais portugueses, através da visita de palhaços profissionais. Estes artistas têm formação especializada no meio hospitalar e trabalham em estreita colaboração com os profissionais de saúde, realizando atuações adaptadas a cada criança e a cada situação. O trabalho dos artistas é remunerado, e a associação oferece aos hospitais esse serviço.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro assume-se como uma entidade de referência nacional no apoio ao doente oncológico e família, na promoção da saúde, na prevenção do cancro e no estímulo à formação e investigação em oncologia. Tem como objetivos fulcrais a divulgação de informação sobre o cancro e promoção da educação para a saúde, com ênfase na sua prevenção, contribui para o apoio social e a humanização da assistência ao doente oncológico. Apoio na formação e na investigação em oncologia e coopera com as instituições envolvidas na área da oncologia, nomeadamente os centros do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil e os hospitais das Regiões Autónomas.

Publicidade

Armário automático vertical otimiza processo de desenvolvimento do produto da Knorr

Vendas do Grupo DIA em Portugal encolhem 6,1% nos primeiros nove meses