in

Henkel apresenta com desempenho sólido apesar do impacto da pandemia

As vendas da Henkel, em 2020, atingiram os 19,3 mil milhões de euros, ligeiramente abaixo do nível do ano anterior, em termos orgânicos. O negócio manteve-se rentável com uma margem EBIT ajustada de 13,4%. O free cash flow ficou acima dos 2,3 mil milhões de euros, quase ao mesmo nível do ano passado.

Apesar do acentuado declínio da economia mundial, resultado da pandemia de Covid-19 em 2020, alcançámos um sólido desempenho geral em todas as unidades de negócio. No ano completo, os nossos resultados ficaram acima das nossas previsões. Isso foi possível graças ao nosso portfólio equilibrado, às inovações bem-sucedidas e à solidez financeira, bem como ao excecional compromisso dos nossos funcionários em todo o mundo”, refere Carsten Knobel, CEO da Henkel.

Para o ano completo, a unidade de negócios de Adhesive Technologies reportou vendas abaixo do nível do ano anterior, refletindo uma significativa diminuição na procura em setores chave. No entanto, graças à amplitude do portfólio, o negócio demonstrou a sua solidez.

Já o desenvolvimento orgânico das vendas na unidade de negócios de Beauty Care ficou abaixo do nível do ano anterior, fortemente impactado pela atividade dos salões de cabeleireiro, devido aos encerramentos forçados, enquanto que o negócio de grande consumo registou um bom crescimento, impulsionado pelo desenvolvimento das principais marcas, bem como pelo lançamento de novos produtos, que dão resposta às principais tendências de consumo.

A unidade de negócio de Laundry & Home Care, por seu turno, alcançou um forte crescimento orgânico nas vendas, impulsionado tanto pelo aumento da procura por produtos relacionados com a higiene, como de produtos mais sustentáveis.

 

Melhoria no segundo semestre

Após um forte impacto negativo nas vendas devido à pandemia e às respetivas paralisações no segundo trimestre para as unidades de Adhesive Technologies e de Beauty Care, todas as três unidades de negócios reportaram um bom crescimento orgânico no segundo semestre, em comparação com o ano anterior. O desenvolvimento dos negócios de bens de consumo de Beauty Care e de Laundry & Home Care foi também apoiado por maiores investimentos em marcas, inovações e digitalização. “Enquanto gerimos a crise atual, continuamos totalmente comprometidos com a nossa ambiciosa agenda de crescimento para os próximos anos. Olhando para o futuro, estamos mais confiantes do que nunca para executar a nossa agenda de crescimento intencional com a nossa equipa global e moldar o nosso futuro com sucesso”.

 

Perspetivas para 2021

Ao entrarmos em 2021, enfrentamos ainda um elevado nível de incerteza sobre como a pandemia continuará a evoluir, com que rapidez os esforços de vacinação vão progredir e como isso afetará as restrições generalizadas em muitos países. Esperamos uma recuperação na procura industrial, bem como os segmentos de grande consumo relevantes para a nossa empresa, em particular o negócio dos salões de cabeleireiro. Ao mesmo tempo, acreditamos que a procura dos consumidores retornará aos níveis normais nas categorias que tiveram uma maior procura devido à pandemia. Além disso, assumimos que as restrições atuais em muitos mercados importantes serão suspensas no decorrer do primeiro trimestre e que não haverá paralisações generalizadas dos negócios de grande consumo e industriais, bem como instalações de produção no restante ano”, refere Carsten Knobel.

Com base nestas suposições, a Henkel espera gerar um aumento nas vendas e nos lucros em 2021. A empresa prevê um crescimento orgânico das vendas de 2% a 5% e um retorno ajustado sobre as vendas (margem EBIT) na faixa dos 13,5% a 14,5%. Para o lucro ajustado por ação preferencial (EPS), em taxas de câmbio constantes, a Henkel espera um aumento na faixa de 5% a 15%.

Publicidade

Atida Plus

Rotinas de cuidado diário alteram-se com a pandemia

Bitcoin

Placas gráficas disparam 300% num mês devido ao boom das criptomoedas