in ,

Black Friday: mais de mil milhões de euros de produtos devem chegar danificados

Imagem Shutterstock

De acordo com um novo estudo da DS Smith, prevê-se que mais de 1,3 mil milhões de euros de artigos vendidos a compradores europeus online, durante o período da Black Friday de 2021, cheguem danificados.

Mais de dois em cada cinco (44%) europeus planeiam aproveitar as vendas da Black Friday e da Cyber Monday e, desses, 23% espera receber até três artigos com defeito ou danificados, o que representará um custo total de, pelo menos, 1,36 mil milhões de euros. De facto, 66% dos compradores já recebeu artigos com defeito ou danificados na sequência de encomendas online.

A experiência causa “Frustração da Black Friday”, com mais de dois em cada cinco compradores (43%) a afirmar que os produtos que chegam partidos ou danificados são a consequência mais frustrante de receber uma encomenda. A chegada de uma encomenda danificada afeta os consumidores emocionalmente, deixando os europeus desapontados (45%), irritados (33%) e frustrados (25%).

 

Devoluções

Quando se trata de devolver artigos, em média, os europeus revelam que os produtos com um valor inferior a 26 euros não merecem o esforço para efetuar a devolução, criando lixo adicional à medida que os artigos danificados se acumulam nas casas por toda a Europa. Entre aqueles que não devolvem artigos danificados, 43% diz que não vale a pena o incómodo, 41% que devolver custaria tanto quanto pagou originalmente pelo artigo e 23% que tentaria reparar o produto em casa.

As devoluções significam também uma perda de receitas valiosas para as marcas e retalhistas, uma vez que 57% dos compradores prefere receber um reembolso, em contraste com os 33% que pede uma troca. 40% hesita em comprar a uma marca novamente, caso já tenha recebido produtos danificados da mesma.

 

Packaging

Este estudo revelador mostra que os consumidores estão fartos de receber produtos danificados. Felizmente, existe uma solução: uma das formas mais eficazes de garantir que os artigos chegam em segurança é usar o packaging adequado”, afirma Ignacio Montfort, Managing Director da DS Smith Ibéria. “Além dos custos financeiros e emocionais relativos à entrega e devolução de artigos danificados, existe um custo ambiental. Trabalhamos em parceria com os nossos clientes para desenvolver sempre um packaging otimizado, que mantenha o produto seguro, proporcione uma ótima experiência de ‘unboxing’ e tenha uma pegada ambiental mínima. Reduzir as devoluções evitáveis, as trocas e as emissões de carbono relacionadas beneficia os consumidores, os retalhistas e o planeta”.

A tecnologia da DS Smith’s DISCS, cujo nome provem dos diferentes tipos de teste (Drop, Impact, Shock, Crush, Shake, ou seja, queda, impacto, choque, esmagamento, agitação), recria a verdadeira viagem do produto no mundo real para garantir que o packaging é adequado para cumprir com o seu propósito: manter o produto seguro evitando o excesso de packaging.

Publicidade

Twitter

Twitter e Walmart testam compras em direto

GMS

GMS Store abre nova loja no Montijo