in , ,

TheFork revela dados de balanço hábitos gastronómicos de 2017

De acordo com dados do TheFork, os restaurantes com preço médio à volta dos 26 euros e focados na cozinha tradicional portuguesa ou japonesa são os preferidos.

Este ano, os utilizadores usaram mais os seus smartphones, fazendo com que cerca de 78% das reservas tenham sido feitas através de dispositivos móveis.

Acerca do dia favorito para jantar fora, sábado à noite continua a ser o mais escolhido, apesar das reservas durante a semana terem crescido mais de 170%.

Contudo, os portugueses não planearam as suas refeições em restaurantes com antecedência e, no ano passado, estas foram feitas, maioritariamente, com duas horas de antecedência.

Analisando o tipo de momentos que os utilizadores do TheFork preferem celebrar em restaurantes, conclui-se que refeições em família são particularmente populares, apesar de ter sido evidente um crescimento de utilizadores que fazem as suas refeições sozinhos. As reservas para uma pessoa cresceram cerca de 40% nos últimos 12 meses.

Os restaurantes mais reservados online em Portugal, em 2017, foram o Frade dos Mares (Lisboa), Il Giardinetto Ristorante (Lisboa), Cafeína (Porto), Laurentina – O Rei do Bacalhau (Lisboa) e Café Portugal by My Story Hotel Rossio (Lisboa).

Na Europa, o dia com mais procura em restaurantes é sempre o sábado, dia em que a aplicação atinge o pico de reservas, especialmente ao jantar.

A ocasião mais comum para ida a restaurantes são as tradicionais reuniões de amigos em Itália, Bélgica, França, Suíça e Suécia; as refeições em família em Portugal e Espanha e as refeições românticas na Holanda.

Em termos de consumo médio, durante o ano de 2017, o preço gasto por reserva foi aproximadamente 30 euros: em Portugal, Espanha e Itália, os utilizadores gastam, em média, menos (aproximadamente 26 euros) e a Suíça é o país onde se gasta mais (aproximadamente 45 euros).

A reserva de restaurantes online confirma-se como uma ferramenta cada vez mais popular entre os utilizadores, como é evidenciado pela taxa de crescimento anual apresentada pelo TheFork. A Holanda é o país europeu mais dinâmico em termos de reservas online, seguida por Portugal, Itália ou Suécia. Em relação a reservas feitas através de dispositivos móveis, Portugal, Itália e Espanha são os mais ativos.

Para 2018, e segundo o chef Lubjomir Stanisic, as maiores tendências serão a aposta nos fermentados, bebidas naturais e kefirs e retorno das carnes de caça. Para o chef Lubjomir, “cada vez mais, haverá apostas na ligação direta da horta para o prato”.

Publicidade

GEFCO compra GLT e reforça presença na entrada Europa-Marrocos

Mercados abastecedores reforçam rentabilidade operacional e solidez financeira