in

Tendências de consumo para 2022

Foto Shutterstock

Para 2022, observam-se tendências de consumo muito semelhantes às dos últimos meses, uma vez que estão intimamente ligadas à evolução da pandemia.  Segundo o relatório “Digital Choice” da Webloyalty, empresa especializada na geração de rendimento adicional para o e-commerce, as tendências nos próximos meses girarão em torno da consolidação do e-commerce, do regresso à normalidade por parte dos consumidores, da procura por produtos locais e sustentáveis, bem como pela relevância do consumo a partir de casa.

 

6 tendências

Uma das tendências prende-se com o regresso à rotina. Depois da mudança de hábitos que o novo coronavírus implicou, o consumidor quer mais do que nunca retomar a sua rotina habitual, o que também afeta o comércio.

Não obstante, devido tanto aos novos hábitos adquiridos durante a pandemia como à cautela face a uma possível evolução negativa, passar mais tempo em casa tornou-se outra tendência forte. Portanto, os produtos mais associados à casa, como os elementos decorativos, ganharão maior força.

Uma terceira tendência está ligada à busca pela reciprocidade e personalização. No último ano, os consumidores procuraram ajudar as empresas e estão dispostos a continuar a fazê-lo, mas esperam algo em troca. O utilizador procura agora uma relação mais personalizada e humana.

2022 será também um ano de consumo através das redes sociais. Esta é uma tendência crescente e em sintonia com a anterior, porque através destes canais os consumidores percebem, em maior medida, a proximidade das lojas e a personalização dos serviços. Tudo isto sem terem de sair de casa, o que também está intimamente relacionado com a pandemia.

A consciência de cuidar do ambiente está também a tornar-se mais forte, tanto para os consumidores como para as empresas. Por esta razão, espera-se que os consumidores optem por marcas que cumpram os processos ecológicos na sua produção.

Finalmente, as compras online ganharam mais seguidores. Em 2022, espera-se uma combinação de compras em canais físicos e digitais.

Publicidade

Jungheinrich

Jungheinrich cria serviço de aluguer com tarifas flexíveis

Covid-19

Surto de Ómicron na China ameaça cadeias de fornecimento globais