in ,

Rui Miguel Nabeiro forma novo conselho estratégico da AMRR

Foto Sara Matos

A Associação de Marcas de Retalho e Restauração (AMRR) anuncia que a Delta Cafés é o seu mais recente associado, com o respetivo líder da empresa a assumir a presidência do novo conselho estratégico da organização.

Rui Miguel Nabeiro, CEO da Delta Cafés, entra assim para a liderança do conselho estratégico da AMRR, trazendo à associação uma larga experiência de negócio ao liderar uma das empresas de grande relevância na economia portuguesa.

O novo órgão nasce para construir uma visão mais alargada e global para a associação e para que todas as empresas e marcas representadas possam estar melhor preparadas, protegidas e representadas no futuro. “A constante entrada de novos associados é um sinal claro de que a  missão da AMRR faz sentido para as empresas e que temos vindo a desenvolver um trabalho relevante na representação dos interesses das marcas do retalho e restauração”, afirma Miguel Pina Martins, presidente da AMRR, acrescentando ainda que “a formação de um novo conselho estratégico liderado pela Delta Cafés demonstra que a AMRR tem uma visão de futuro e que pretende continuar a defender sempre os superiores interesses das empresas dos sectores que representa”.

 

Defesa das empresas dos sectores do retalho e restauração

Aceitei o convite que me foi endereçado pela AMRR, porque revejo na associação um trabalho exemplar na defesa dos interesses das empresas dos sectores do retalho e restauração. Em tão pouco tempo, já obteve importantes ganhos para as empresas que representa e é agora com entusiasmo que colocamos a nossa experiência de operação no mercado português e internacional para trabalharmos numa visão estratégica de longo prazo para manter e elevar os níveis de qualidade no trabalho que a AMRR irá desenvolver no futuro”, explica Rui Miguel Nabeiro.

Criada em no início de 2020, a Associação de Marcas do Retalho e Restauração representa mais de 130 marcas que detêm mais de 2.200 lojas em cerca de 120 conjuntos comerciais. Nos últimos meses, a AMRR tem defendido a partilha de sacrifícios entre lojistas e detentores de espaços comerciais, apelando aos diferentes partidos políticos e ao Governo para que haja legislação concreta que apoie os lojistas na manutenção da sua atividade e na proteção do emprego.

Recorde-se que, no passado dia 1 de julho, a Assembleia da República aprovou na especialidade, pela Comissão de Orçamento e Finanças, a proposta de alteração ao Orçamento Suplementar para 2020 apresentada pelo Partido Comunista Português (PCP), que prevê a eliminação das rendas mínimas garantidas nos centros comerciais até ao final de 2020.

Publicidade

Campanha Whirlpool Cashback Combinados Julho 2020

Whirlpool reembolsa até 150 euros na compra de frigoríficos e combinados

Teletrabalho

Pandemia mudou a nossa forma de trabalhar