in

Grupo DIA vai aumentar capital até 1.028 milhões de euros

O Grupo DIA melhorou o acordo alcançado, no passado mês de novembro, com o seu acionista de referencia, a LetterOne, a DEA Finance e os seus credores sindicados reforçando, ainda mais, a sua estrutura de capital a longo prazo.

A empresa vai aumentar capital até um total de 1.028 milhões de euros que lhe permitirá continuar a desenvolver o seu plano estratégico de negócio. Deste valor, 769 milhões proveem da conversão de dívida em fundos próprios e 259 milhões de euros de uma tranche em dinheiro para os acionistas minoritários que desejem participar no aumento de capital. “A melhoria do acordo alcançado no ano passado surge como resposta ao apoio e compromisso de todos com este projeto. Os planos de negócio que estão em marcha e os resultados que estão a dar são uma mostra da sólida confiança e da fé que tanto credores, como o principal acionista, têm no êxito da DIA. Para além disso, é uma oportunidade para que todos os acionistas, minoritários e instituições façam parte da história de crescimento da empresa”, afirma Stephan DuCharme, presidente executivo do Grupo DIA .

 

Redução do endividamento

A operação reduz o endividamento da DIA em 60%, fortalecendo a sua solvência e melhorando a sua liquidez. A empresa não terá que lidar com vencimentos significativos de dívida até finais de 2025.

A operação supõe uma nova injeção de liquidez, que acelerará o processo de transformação. Desde julho de 2019, a empresa já recebeu mais de 1.600 milhões de euros.

O fecho da operação é esperado para o início do terceiro trimestre.

Publicidade

2021 marcado por ainda maior pressão sobre as margens

café

Faturação do sector do café cai 10% em 2020