in ,

Danone vai suprimir 1.850 postos de trabalho

Foto II.studio/Shutterstock

A Danone vai eliminar 1.850 postos de trabalho na sua sede central e em distintas sucursais, no seguimento do plano de adaptação à crise apresentado no final de novembro.

Em comunicado, a multinacional francesa explica que este processo de ajustamento dos recursos humanos deverá demorar cerca de dois anos.

Em França, onde trabalham nove mil de um total de 100 mil colaboradores, a medida irá afetar 458 pessoas na sede, no centro internacional de investigação de Paris-Saclay, da equipa de nutrição infantil em África e de diferentes entidades que se ocupam do negócio dos lacticínios, produtos de origem vegetal, água e nutrição especializada. Não foram dados detalhes sobre o impacto nos restantes países.

 

Plano Local First

No passado mês de novembro, a Danone deu a conhecer um plano de adaptação à crise que contemplava a eliminação de 1.500 a dois mil postos de trabalho. Denominado de Local First, o objetivo deste plano é poupar mil milhões de euros em três anos, para conseguir um crescimento rentável, com uma margem operacional superior a 15%, a partir de 2022.

A multinacional gaulesa assinala que tem quatro prioridades, começando pela maior autonomia das equipas locais e concentrar recursos nos eixos com maiores perspetivas de negócio. A Danone também pretende favorecer sinergias entre as diferentes categorias e criar novas formas de trabalho que permitam maior agilidade e eficácia.

Publicidade

Consumidor Covid

Produtos congelados e de limpeza disparam o grande consumo

Lisboa ao pôr do sol

Lisboa é a terceira cidade mais inovadora do mundo