in , ,

“O lucro é necessário, mas as empresas têm de ter um propósito para além dos resultados económicos”

O lucro é necessário, mas as empresas têm de ter um propósito para além dos resultados económicos”. A afirmação é de Emmanuel Faber, CEO da Danone.

Convidado a participar no congresso da Aecoc, instituição espanhola que congrega as empresas do sector do grande consumo, o responsável máximo da Danone, a nível mundial, chamou a atenção para o facto das alterações climáticas estarem a avançar e que terão fortes consequências no sector da alimentação.

Emmanuel Faber assinalou que as alterações que estão a acontecer nos hábitos de consumo, como a preocupação pela saúde, a digitalização e a sustentabilidade, vão manter-se a longo prazo, obrigando as empresas pensarem para além dos lucros, apostando numa nova consciência social.

 

Nova relação com o mundo

Sustentando que a recuperação dos negócios assenta numa nova forma de pensar a relação com o mundo, o CEO da Danone defendeu que “as democracias estão em perigo se todos, incluindo as empresas, não encontrarem formas de ser inclusivas com as pessoas estão a sofrer e vão sofrer com a crise económica”.

Emmanuel Faber considera que poucas empresas vão poder dar-se ao luxo de se adaptarem à crise com pequenas mudanças. “A maioria vai ser obrigada a mudanças radicais na forma como faz as coisas e, além disso, será algo que os próprios consumidores vão exigir”. Na sua opinião, a pandemia gerou alterações na forma como se compra, como se come e como se bebe. Caso dure algum tempo, poderá potencialmente transformar o modo de viver, pelo que todas estas mudanças irão manter-se.

Publicidade

Comunicação

Curto prazo passou a dominar as estratégias de comunicação com a pandemia

Vista Alegre

Vista Alegre cria serviço de apoio aos clientes através de videochamada