in

100% das embalagens da Ferrero serão reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025

Foto Shutterstock

O Grupo Ferrero publicou o seu 12.º Relatório de Sustentabilidade, com os avanços realizados para alcançar os seus compromissos nesta matéria. Para a empresa, é prioritário ajudar e proteger os trabalhadores e agricultores da sua cadeia de fornecimento, especialmente nos mercados menos desenvolvidos.

O impacto da Covid-19 mudou o nosso negócio e a nossa indústria e continuará a afetar a nível mundial. O Grupo Ferrero conseguiu adaptar-se com êxito, priorizando a saúde e segurança dos seus consumidores e colaboradores. Gostaria de agradecer o esforço de toda a equipa e parceiros da Ferrero para continuarmos a servir os nossos clientes e consumidores, para além de apoiarmos as comunidades das quais, orgulhosamente, fazemos parte”, comenta Giovanni Ferrero, presidente executivo do Grupo Ferrero.

 

Sustentabilidade 

A Ferrero continuou a trabalhar nos objetivos de sustentabilidade, alinhados com os seus quatro pilares-chave:  proteger o meio ambiente, aceder a ingredientes de origem sustentável, promover o consumo responsável e empoderar as pessoas.

A empresa também definiu novos compromissos e objetivo, que vão impulsionar um maior desenvolvimento sustentável antes de 2030. Um destes desafios é continuar a reduzir significativamente a pegada de carbono do grupo, conseguindo reduzir as emissões absolutas do sistema produtivo em cerca de 50%, a nível mundial (utilizando os registos de 2018 como base). Este objetivo está baseado em critérios científicos, validados pela iniciativa Science Based Targets (SBTi) em dezembro de 2020.

 

Objetivos

A Ferrero alcançou vários objetivos, em 2020, como, por exemplo, aceder a grãos de cacau 100% sustentáveis, através de procedimentos administrados de forma independente, e açúcar de cana 100% certificada pela Bonsucro e Altomercato.

Além disso, foi também atingida a meta de utilização de energia elétrica 100% verde nas suas fábricas na Europa, em 2019/2020. Adicionalmente, 71,5% da eletricidade consumida a nível mundial provém de fontes renováveis. Para a Ferrero, a utilização de energia procedente de fontes renováveis é fundamental para alcançar os seus objetivos de redução de carbono.

Em 2019, a Ferrero anunciou o compromisso de que 100% das suas embalagens seriam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis, até 2025, como parte do apoio ao desenvolvimento da economia circular. Em finais de 2020, alcançou 82,9% desse objetivo, que continuará a impulsionar.

Proteção das pessoas

“Para além do fabrico, a proteção das pessoas é uma prioridade, especialmente nos mercados menos desenvolvidos. Ao revermos os nossos objetivos de 2020, estamos orgulhosos por termos cumprido com o nosso compromisso de aceder a cacau 100% sustentável através de padrões geridos de forma independente. Agora, ampliámos esse objetivo para incluirmos o chocolate subcontratado para termos uma visão transparente e plena da nossa cadeia de fornecimento de cacau. Por isso, continuaremos a obter óleo de palma 100% certificado pela RSPO e definiremos um plano estratégico de transição para as últimas empresas incorporadas no grupo sobre os padrões de abastecimento responsáveis”, afirma Lapo Civiletti, diretor executivo do Grupo Ferrero.

A Ferrero continuou, na última década, a intensificar esforços em matéria de direitos humanos. Conseguiu-o através da colaboração com diferentes peritos para identificar os possíveis riscos, desenvolver as medidas mais adequadas e estabelecer colaborações com associações, como com a Save the Children.

Publicidade

teletrabalho

Quase metade dos profissionais diz que trabalho híbrido não é viável

Valor das transações por assistente de voz cresce mais de 320%