in

Vendas da Beiersdorf crescem acima das expectativas

Foto Lukassek/Shutterstock

As vendas da Beiersdorf aumentaram 10,3%, em termos orgânicos, no primeiro trimestre do seu exercício, para 2,2 mil milhões de euros, de acordo com os dados provisórios. Este crescimento está acima das expectativas dos mercados de capitais atuais, observa a proprietária da Nivea.

As vendas no segmento de negócio de consumo cresceram 11,6%, em relação ao ano anterior, ascendendo a 1,8 mil milhões de euros.

O segmento de negócio da Tesa registou um crescimento de 5,1%, com vendas de 426 milhões de euros.

A multinacional alemã tinha registado vendas de 7,6 mil milhões de euros em 2021, com o segmento de negócio de consumo a subir 8,8%, para 6,1 mil milhões de euros, e a Tesa 13,6%, para 1,5 mil milhões de euros.

 

Perspetivas

A Beiersdorf disse que a sua previsão de vendas para o segmento de negócios de consumo, para 2022, publicada em março deste ano, permanece inalterada face ao atual ambiente volátil do mercado. A multinacional antecipa o crescimento das vendas na casa de um dígito para a sua divisão de consumo.

A empresa implementou medidas para mitigar a pressão sobre os custos das incertezas devido à guerra da Ucrânia, aos bloqueios da Covid-19 na China e à inflação na matéria-prima e nos custos logísticos.

A Beiersdorf vai divulgar os seus resultados trimestrais, para o período de janeiro a março, incluindo uma previsão da margem EBIT para 2022, no próximo dia 28 de abril.

Publicidade

Lidl biodiversidade

Lidl e GLOBALG.A.P. desenvolvem nova norma de certificação para proteger a biodiversidade

Shibata criptomoedas

Supermercado brasileiro adota criptomoedas como meio de pagamento