in

Vendas da Beiersdorf sobem 4,3% no 3.º trimestre

Foto Shutterstock

As vendas da Beiersdorf aumentaram 4,3%, no terceiro trimestre, para 1,9 mil milhões de euros, ajudadas por uma recuperação no sector do turismo, que potenciou o crescimento da procura dos produtos de cuidados solares.

O negócio de consumo da empresa viu as vendas orgânicas aumentarem 4,1%, impulsionadas pelo forte desempenho das marcas Eucerin e Aquaphor, bem como da La Prairie, que tinha sido atingida pela paralisação das viagens globais devido à pandemia coronavírus. A marca Nivea registou uma forte recuperação em cremes solares, bem como gel de banho e desodorizantes.

A unidade de adesivos Tesa, que representa cerca de um quinto das vendas, registou um crescimento de 4,6%, ajudado, em particular, pelo crescimento do negócio da eletrónica na China, bem como pela recuperação da indústria automóvel.

As vendas dos primeiros nove meses da multinacional alemã aumentaram 12%, para 5,8 mil milhões de euros.

 

“Progressos significativos”

Aproximando-nos do final de 2021, fizemos progressos significativos na implementação das nossas prioridades estratégicas, como parte da estratégia C.A.R.E.+”, comenta Vincent Warnery, CEO da Beiersdorf. “A transformação digital e a mudança para um futuro positivo em termos climáticos são cada vez mais relevantes para os nossos consumidores, por isso, temos trabalhado intensivamente para aumentar ainda mais as nossas iniciativas nestas áreas“.

A empresa sediada em Hamburgo prevê um crescimento das vendas orgânicas para de 8% a 10% e uma margem operacional ao mesmo nível do ano anterior, devido ao aumento dos preços das matérias-primas e do investimento, incluindo em áreas como embalagens recicladas.

Publicidade

Bodyarmor

Coca-Cola fecha maior compra da sua história

Black Friday

Black Friday 2021 ainda é uma oportunidade para os retalhistas com a antecipação dos gastos de Natal