in

Surgimento da variante Ómicron pode representar um risco para a economia

Foto Shutterstock

O surgimento da nova variante Ómicron desencadeou o medo de um novo bloqueio e colocou os mercados globais de prevenção. Embora a Fitch Ratings garanta que é muito cedo para incorporar os efeitos desta variante da Covid-19 nas suas projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), sustenta que a inflação atual, que poderá disparar ainda mais, poderá complicar a resposta aos efeitos de uma nova recessão económica.

A possibilidade de uma nova variante, que requer intervenções não farmacêuticas, como bloqueios rigorosos para conter infeções, é um risco contínuo para a economia“, refere a agência no seu último comunicado citado pela Modaes. Ainda assim, acredita que é improvável um novo confinamento longo e sincronizado à escala global, tal como aconteceu no primeiro semestre de 2021.

Apesar de não saber o alcance que a nova variante terá na economia, a agência salienta que cada novo surto de Covid-19 significa um abrandamento na recuperação. Além disso, o regresso aos níveis de atividade pré-pandemia, especialmente em sectores como o turismo e as viagens internacionais, é abrandado. A Fitch Raitings salienta que, em caso de regresso aos bloqueios e confinamentos, como já aconteceu na Áustria, trará consigo um aumento da inflação.

 

Inflação

O aumento dos preços, após uma política macroeconómica expansionista para responder à pandemia, atingiu os Estados Unidos, que registaram em dezembro do ano passado o seu maior crescimento, desde 1990, no Índice de Preços no Consumidor (IPC) e na União Europeia, que registou um aumento de 6,2% na sua taxa de inflação, o maior desde que há registos.

Para além da inflação, a variante Ómicron pode ter efeitos negativos na estabilidade do mercado de trabalho.

Outro dos aspetos que seriam ainda mais tensos com o regresso aos confinamentos tem a ver com a cadeia de abastecimento, como aponta a Fitch Raitings. O estrangulamento significou a subida do preço do frete, que atingiu o seu recorde histórico em setembro passado e está atualmente nos 9.186 dólares, três vezes mais do que há um ano, de acordo com os dados do índice da empresa britânica Drewry’s.

Publicidade

preços mundiais

Preços dos alimentos mundiais sobem em novembro e atingem pico de 10 anos

Chips Oh! Snack

OH!Snack vence concurso Ideas4Sharks