in

Schlecker exige indemnização a fornecedores por pactuarem preços

A cadeia de drogarias alemã Schlecker exige a vários fornecedores, entre os quais a Henkel, a Procter & Gamble e a Unilever, uma indemnização de mais de 300 milhões de euros por, alegadamente, pactuarem os preços de vários bens de consumo.

Num tribunal de Estugarda, na Alemanha, foram entregues duas queixas, uma no valor de 100 milhões de euros contra a Henkel, a Procter & Gamble e a Unilever e outra de 25 milhões de euros contra a cadeia de lojas Tchibo e a torrefatora Melitta. As autoridades alemãs da concorrência também já impuseram algumas multas.

A Schlecker vai também apresentar uma queixa à Beiersdorf, L’Oréal, Glaxo-Smith-Kline, Gillette, Coty e ao fabricante de graxa para sapatos Erdal e exigir uma indemnização de 185 milhões de euros.

Recorde-se que a cadeia alemã declarou insolvência em finais de janeiro de 2012 e teve de fechar as suas lojas em junho desse ano, lançando no desemprego 25 mil pessoas. Em Portugal e Espanha, os ativos da Shlecker foram comprados pelo DIA e são agora lojas Clarel.

Publicidade

Publicidade

“Melhores Verdes 2016” elegem seis embaixadores para os mercados externos

Customer Service da DHL Express Portugal renova Selo da Qualidade APCC