in

Vendas da DIA Portugal crescem 5,7% no 1.º semestre

As vendas brutas sob insígnia do Grupo DIA em Portugal atingiram, no primeiro semestre, os 430,6 milhões de euros, mais 5,7% que no período homólogo de 2019. Numa base comparável, o crescimento foi de 9,3%.

Em termos líquidos, as vendas de Minipreço e Clarel, no mercado português, aumentaram 6,4%, desempenho que o grupo retalhista atribui às medidas de transformação locais, que incluem uma maior frequência da entrega de existências, para consolidar o aumento da oferta de produtos frescos, e os trabalhos de reforma em curso nas lojas.

O EBITDA ajustado aumentou 90 pontos base, graças à aplicação de “medidas de excelência operativa”.

 

Plano de transformação

Efetivamente, durante o primeiro semestre, o grupo deu seguimento ao seu plano de transformação, priorizando o desenvolvimento da sua proposta de valor comercial, a oferta de marca própria e a venda online, assim como as melhorias do modelo de franquia da DIA e a manutenção das eficiências operativas.

Em Portugal, estas medidas traduziram-se no término das reformas em 125 lojas, para favorecer o arranque da otimização do sortido, no arranque oficial da operação de e-commerce do Minipreço, na nomeação de um novo diretor de franquias, no segundo trimestre, e lançamento da implementação do novo modelo e na implementação de uma frequência de entrega de seis dias por semana em 80% da rede de lojas, para consolidar o aumento da oferta de produtos frescos.

 

Melhoria global do negócio

A implementação deste tipo de medidas, nos vários mercados onde o grupo se faz representar, traduziram-se numa melhoria global do negócio. No segundo trimestre, o grupo reporta uma evolução positiva dos números de vendas e do EBITDA ajustado, graças à resposta eficaz perante a crise da Covid-19 e dos resultados iniciais das iniciativas de transformação colocadas em prática, que se mantiveram após o confinamento. De acordo com a DIA, a posição financeira foi fortalecida no primeiro semestre, com uma melhoria do capital circulante, criação de caixa positiva e redução da dívida líquida.

Traduzindo em números, as vendas líquidas atingiram os 1.819 milhões de euros, no segundo trimestre, mais 6,3% que no homólogo. Numa base comparável, o crescimento foi de 14,9%, com todos os mercados positivos pela primeira vez desde o quarto trimestre de 2016, impulsionados pelo aumento da cesta média de compra, que compensou a descida no número de tickets. Os prejuízos reduziram para os 45 milhões de euros, o que compara com as perdas de 267 milhões de euros do segundo trimestre de 2019. “Os resultados financeiros do segundo trimestre demonstram o impacto positivo da resposta adotada perante a situação da Covid-19 e da transformação do negócio que já estávamos a efetuar. Os clientes estão a responder à nossa atrativa oferta de proximidade e às nossas novas capacidades de venda online e os números positivos das vendas comparáveis (like-for-like) de junho e julho, após o confinamento, constituem um bom indicador desse progresso. Controlámos os custos perante o aumento das exigências em todo o sector relativamente a medidas de proteção e dotação de pessoas, graças às decisões de eficiência adotadas em 2019, ao mesmo tempo que os principais indicadores financeiros, como a melhoria do capital circulante e os fluxos de dinheiro positivos, evoluíram na direção correta.

Relativamente ao futuro, vamos continuar a implementar, no segundo semestre, iniciativas de transformação incluídas no plano estratégico, com foco nos pilares fundamentais do nosso modelo de franquia e proposta de valor comercial melhorada, que se apoiam na otimização da eficiência operacional“, afirma o presidente da DIA, Stephan DuCharme.

Ao nível semestral, as vendas líquidas cresceram 2,1%, para os 3,515,2 milhões de euros. Numa base comparável, o crescimento foi de 8,7%, impulsionadas pelo aumento de 25,7% na cesta média.

 

Leia a entrevista de Miguel Guinea Valle, presidente executivo da DIA Portugal, sobre o passado, o presente e o futuro do grupo no mercado nacional.

Publicidade

Logo Borges Professional

Borges Professional enaltece “a arte de fritar”

RB Campanha Verão 2020

Durex, Veet, Dettol e Scholl oferecem road trips por Portugal