P&G
in

P&G ganha menos 4% no 1.º trimestre fiscal

A Procter & Gamble (P&G) ganhou 3.939 milhões de dólares, entre julho e setembro, o primeiro trimestre do seu ano fiscal de 2023, valor que representa menos 4% do que no mesmo período do ano passado.

O volume de negócios trimestral da empresa aumentou 1%, para 20.612 milhões de dólares, apesar do “ambiente de operação e de custos complicado“, segundo o seu presidente executivo, David Taylor.

 

Aumento de preços compensa queda nas vendas

As vendas foram influenciadas pelo impacto desfavorável da taxa de câmbio em cerca de 6%, assim como pelo aumento de preços que a empresa introduziu para compensar a subida dos custos. Nos resultados globais, este aumento de preços compensou uma redução das vendas de 3%.

Por sectores, os cuidados de saúde e os cuidados domiciliários registaram o maior aumento de receitas,8% cada, seguidos dos cuidados de mulheres e bebés, que cresceram 6% e da higiene pessoal, que somou mais 5%.

A empresa espera que as suas vendas desçam entre 1% e 3%, em comparação com a queda de 2% que previa anteriormente. Antecipa também que os seus ganhos por ação sejam de 4%, o mínimo que tinha sido previamente marcado.

inMARKET22_Desporto_multidados.com

Decathlon e Sport Zone são os locais preferidos para a compra de artigos de desporto

Comissão Europeia propõe alocar 40 mil milhões de euros para aliviar a crise energética