in

Vendas da P&G crescem 8% no último trimestre

P&G

A multinacional Procter & Gamble (P&G) anuncia um aumento nas vendas de 8%, no segundo trimestre do ano fiscal de 2021, em relação ao ano anterior, atingindo um total de 19,7 mil milhões de dólares (16,22 mil milhões de euros).

As vendas orgânicas, que excluem impactos cambiais, aquisições e alienações, também aumentaram 8%, impulsionadas por uma subida de 5% no volume de envios, de um ponto percentual nos preços e de dois pontos percentuais de impacto positivo no mix. O mix positivo foi impulsionado pelo crescimento desproporcional nas categorias de eletrodomésticos e cuidados domésticos, com preços mais elevados, especialmente na região da América do Norte.

As vendas no segmento de beleza aumentaram 5% em relação ao ano anterior, enquanto as do segmento de cuidados com a pele cresceram um dígito, principalmente devido à inovação, ao aumento de preços e ao impacto positivo do lançamento do sabonete Olay Skin Care e d o desinfetante para as mãos Safeguard.

As vendas de produtos para o cabelo aumentaram um dígito devido à forte demanda e aumentos de preços, enquanto as marcas de cuidados pessoais cresceram 6% e as marcas de cuidados dentários cresceram dois dígitos, impulsionadas pela inovação e forte procura  por produtos premium.

No que diz respeito ao lucro líquido atribuível, os números da empresa revelam uma melhoria de 3,7% face ao ano anterior, com um total de 3,8 mil milhões de dólares (3,13 mil milhões de euros).

 

2021

Continuamos focados na execução das nossas estratégias de superioridade, produtividade, rutura construtiva e melhoria da organização e cultura da P&G. Estas estratégias permitiram-nos construir um forte impulso para os negócios antes da crise da Covid-19, aceleraram o nosso progresso em 2020 e permaneceram certas para conseguir um crescimento equilibrado e gerar criação de valor no longo prazo“, afirma David Taylor, presidente e CEO da empresa.

A empresa também anuncia perspetivas de crescimento das vendas totais para 2021, entre 3% e 6% em relação ao ano anterior. Além disso, espera um crescimento dos ganhos de até 10%.

Entrega de refeições

Queixas contra serviços de entregas de refeições crescem quase 200%

Aquecimento

Procura por serviços de aquecimento dispara