in

Millennials e Centennials têm padrões de compra distintos

Foto Shutterstock

Os Millennials e os Centenials, ou Geração Z, não abordam o retalho de modo igual, indica um estudo feito da Numerator.

Realizado junto de 500 mil consumidores norte-americanos, o estudo revela que os Millennials dão mais valor às compras online que a Geração Z. 63% dos Millennials afirmam que comprar online lhes permite poupar tempo, comparativamente a 53% dos inquiridos da Geração Z.

Disparidades similares acontecem na assunção de que comprar online permite poupar dinheiro, com 46% dos Millennials a anuir nesse sentido, comparativamente a 40% dos Centennials, é conveniente em temos de entrega das encomendas (33% dos Millennials versus 26% dos Centennials) e permite adquirir produtos difíceis de encontrar (28% dos Millennials versus 24% dos Centennials). Adicionalmente, o canal online capta 10,4% dos gastos dos Millennials, comparativamente a 7,4% da Geração Z.

Os Centennials também tendem menos a planear antecipadamente as suas compras, o que significa que são mais recetivos a experiências ou ofertas que potenciem as compras por impulso. Por exemplo, 50% dos Centennials usam lista de compras, comparativamente a 59% dos Millennials e 29% dos primeiros usam cupões de desconto, comparativamente a 36% dos segundos.

A análise também apurou que a Geração Z tende mais a visitar lojas físicas que os Millennials.

Publicidade

Publicidade

McDonald’s investe 300 milhões de dólares para vender como a Amazon

Mars persegue objetivo de uma cadeia de abastecimento de cacau sem desflorestação em 2025