in

Mercado global de smartphones cai em 2018

O mercado global de smartphones encerrou 2018 com uma queda de 5% nas vendas, em relação aos dados do ano anterior, o que implica a primeira quebra anual desta categoria na sua história, segundo dados da consultora Strategy Analytics.

Os números do último trimestre mostram uma redução de 6%, com a comercialização de 376 milhões de unidades. A fabricante sul-coreana Samsung conquistou a primeira posição, com uma participação de 18% no volume, seguida pela Apple e pela Huawei.

Linda Sui, diretora da Strategy Analytics, disse que “os envios mundiais de smartphones caíram 6%, de 400,7 milhões de unidades, no quarto trimestre de 2017, para 376 milhões, no quarto trimestre de 2018. O mercado global de smartphones traz cinco trimestres consecutivos de quedas, devido a taxas de substituição mais longas, falta de modelos atraentes e ventos económicos contrários. A comercialização global de smartphones passou de 1.510 milhões de unidades, em 2017, para 1.430 milhões de unidades, em 2018“.

De acordo com os analistas da Strategy Analytics, a Samsung vendeu 69,3 milhões de smartphones no último trimestre de 2018, o que significa um decréscimo de 7% em comparação com os 74,4 milhões do último trimestre do ano anterior. A Apple reduziu a sua participação em 15%, de 77,3 milhões de iPhones para 65,9 milhões de unidades no quarto trimestre de 2018). Já a Huawei registou um volume de 205,8 milhões de unidades, com uma quota de mercado de 16% no quarto trimestre.

A Xiaomi ocupa o quarto lugar mundial, com 8,3%, com um movimento de 26 milhões de unidades no quarto trimestre, mas tem visto um abrandamento do seu crescimento nos últimos meses, “devido ao excesso de stock e a concorrência feroz das suas rivais chineses, como a Huawei e Realme, em regiões-chave como a China e a Índia. A Xiaomi enfrenta um 2019 muito mais difícil e pode ter problemas para manter os lucros se o crescimento continuar em declínio“, dizem os analistas da Strategy Analytics.

A segunda marca da Huawei, a Oppo, ocupa o quinto lugar, controlando 8,2% do mercado global de smartphones. O Oppo está a expandir-se rapidamente na Europa e em África, em países como o Egito e a Itália, o que complementa a sua presença central na Ásia.

Publicidade

Publicidade

Empresário português Luís Amaral compra 1% do Grupo DIA

Miles Roberts é o novo presidente da Europac