in

Huawei apresenta estratégia de portfólio para 2020

A estratégia da Huawei passa por criar uma sinergia de dispositivos e serviços, através dos Huawei Mobile Services (HMS), criando uma experiência diferenciadora que responda às necessidades dos consumidores. “O nosso foco no futuro vai continuar a ser o desenvolvimento de uma experiência de utilização num cenário integrado que permita desenvolver um estilo de vida mais inteligente em todos os momentos da vida”, explica Tiago Flores, Head of Sales da Huawei em Portugal.

A Huawei compromete-se a desenvolver uma experiência de utilização melhorada que se centra nos smartphones interligados a outros dispositivos móveis inteligentes da marca, como os wearables, áudio, PCs ou tablets. Um dos cenários aos quais esta estratégia pode ser aplicada é, por exemplo, o home office, com utilização do Huawei Matebook e do Huawei Mate30 Pro para transferência de dados entre o PC e o telefone através do serviço Huawei Share, que permite, com apenas um toque, passar a ter o ecrã do telefone espelhado no Matebook. Deste modo, a transferência de documentos, imagens, vídeos e textos entre equipamentos é realizada de forma simples e rápida.

Para este ano, a Huawei irá disponibilizar um portfólio abrangente de produtos nas mais diversas áreas, desde os smartphones, passando pelos wearables, áudio, portáteis e tablets. Com a introdução do Huawei MateBook D14 e o Huawei Matebook D15, ainda no primeiro trimestre, a Huawei mostra o seu compromisso em manter esta promessa. Nos novos modelos de Matebook, a Huawei mantem o ADN dos modelos anteriores com o seu conhecido ecrã FullView e uma resolução FHD, aumentando o rácio de “screen-to-body” em 87%, um carregamento rápido e a câmara embutida no teclado.

A estratégia para a área de smartphones assenta numa sinergia que reúne um poderoso processador, o sistema operativo EMUI10 e os Huawei Mobile Services. Estes três pilares, quando se interligam, ajudam a criar uma experiência otimizada.

No último ano, a Huawei investiu fortemente no desenvolvimento dos HMS, tendo realizado em 29 países/regiões o Huawei Developer Day. Através deste esforço, em apenas cinco meses (agosto a dezembro de 2019), mais de mil engenheiros/programadores já desenvolvem com base no HMS e foram criadas mais de 55 mil aplicações com o HMS Core. Neste momento, a Huawei AppGallery conta com mais de 390 milhões de utilizadores ativos mensais, nos mais de 179 países/regiões onde está disponível com as suas mais de 1,2 milhões de aplicações.

O que esperar de 2020?

Portugueses estão dispostos a pagar mais por produtos inovadores