in

CTT Expresso instalam nova central solar no MARL

A CTT Expresso, empresa do segmento de expresso e encomendas do Grupo CTT, continua a apostar em energia solar fotovoltaica. Recentemente, adjudicou à Capital Eficiente, com execução da Sotecnisol Power & Water, a execução de uma central solar fotovoltaica para autoconsumo (UPAC) nas suas instalações do Mercado Abastecedor da Região de Lisboa (MARL).

Com início da operação prevista para o segundo trimestre, esta nova central solar irá permitir que a energia produzida se destine ao consumo da CTT Expresso e, caso exista excedente de produção, a mesma seja injetada na rede elétrica. Espera-se que, no primeiro ano, a produção de energia limpa atinja os 625 mil kWh, um número que representa cerca de 40% do consumo anual da instalação, e que os ganhos acumulados a 25 anos sejam superiores a um milhão de euros.

Até à data, já foram inauguradas três unidades de pequena produção (UPP) em edifícios do Grupo CTT, onde o objetivo é a rentabilização da cobertura dos mesmos através da venda à rede da energia produzida pelas centrais fotovoltaicas. Foram ainda fechados mais dois projetos de unidades de produção para autoconsumo, além do projeto do MARL.

Estima-se que estas seis unidades, cuja potência instalada total é de 700 kWp, permitam à CTT Expresso injetar na rede, no primeiro ano, 1.038.306,00 kWh, um valor que equivale em média ao consumo anual doméstico de eletricidade de 341 agregados familiares em Portugal, de acordo com dados da PORDATA.

 

Sotecnisol Power & Water

Os projetos têm sido executados pela Sotecnisol Power & Water, uma empresa vocacionada para o fornecimento de soluções completas de aproveitamento e utilização de energias renováveis, implementação de sistemas de eficiência energética, proteção ambiental e tratamento de águas e resíduos.

A emperesa oferece competências operacionais, técnicas e financeiras que garantem soluções chave-na-mão aos clientes.

Publicidade

NIVEA

Nivea lança propósito global

vendas e marketing

Pandemia teve um grande impacto nos departamentos de vendas e marketing