centro comercial pós-Covid
Foto Shutterstock
in

COVID-19 pode provocar perdas nas PME de 47 mil milhões em 3 meses 

A Fixando estima que as perdas das PME portuguesas para os próximos três meses possa rondar os 47 mil milhões de euros, o correspondente a uma perda de vendas superior a 80%, revela o seu mais recente inquérito “Estarão os Negócios dos Portugueses Preparados para o Covid-19?”, realizado esta semana junto de 20 mil empresas.

Segundo os últimos dados disponibilizados pela Pordata, o volume de negócios das PME, em 2018, foi de 238,5 mil milhões de euros, aproximadamente 19,8 mil milhões de euros por mês. Se o país parar durante três meses e a perda de negócios for superior a 80%, como revela o inquérito, podemos apontar para uma perda total a rondar os 47,7 mil milhões de euros para as PME”, explica Miguel Mascarenhas, CEO da Fixando.

As conclusões do inquérito da plataforma para a contratação de serviços locais adiantam ainda que as perdas diárias podem ser superiores a 500 euros para 9% das empresas, embora a grande indique perdas entre 50 e 100 euros por dia.

Quanto ao valor que se estima perder só no mês de março, 27% das empresas adiantam que esse valor poderá situar-se entre os 500 e os mil euros, enquanto apenas 1% se situa em perdas entre 4.500 e cinco mil euros.

É percebido ainda no estudo que apenas o negócio de 41% dos inquiridos será capaz de se adaptar ao teletrabalho.

Lidl

Lidl Portugal está a contratar 500 trabalhadores para responder à procura exponencial de bens

Zippy lança movimento #westayhometogether