in

61% dos portugueses não tencionam fazer compras na Black Friday ou Cyber Monday

Foto Shutterstock

É por esta altura que muitos portugueses costumam preparar a quadra festiva. Este ano, os dias de promoções, como a Black Friday e a Cyber Monday, podem ser uma boa oportunidade para os consumidores anteciparem e reduzir alguns gastos, mas também para as marcas alavancarem os seus resultados.

Black Friday

Ainda que muitos retalhistas tenham começado a assinalar mais cedo esta data, o novo contexto parece continuar a ser um entrave ao consumo. Em 2020, 22% dos inquiridos têm a intenção de aproveitar as promoções da Black Friday, menos 14 pontos percentuais que em 2019.

Entre estes, 12% vão aproveitar para antecipar algumas compras de Natal e 10% para fazer compras para si. É neste ponto que se verifica uma maior quebra face a 2019, em que a percentagem era de 20%.

Os inquiridos entre os 35 e os 44 anos de idade (34%), residentes no Grande Porto (41%), são os que mais revelam intenções de aproveitar este dia. Em média, os portugueses planeiam despender 110 euros na Black Friday, menos 58 euros do que em igual período do ano passado.

Cyber Monday

As percentagens de adesão à Cyber Monday voltam a revelar-se mais baixas. Este ano com apenas 12% (menos 6 p.p.), sendo que entre estes 6% também anteciparão algumas compras de Natal e a mesma percentagem indica aproveitar o dia para fazer compras que não as dedicadas à época (menos 5 p.p.).

Do lado oposto, 61% não tencionam aproveitar a Black Friday, um valor que sobe para os 63% na Cybermonday. 18% dizem mesmo não saber o que é a Cybermonday – a segunda-feira de compras online com descontos; – e 10% não sabem o que é a “sexta-feira negra”. À semelhança do observado no caso da Black Friday, também aqui os consumidores residentes no Grande Porto (32%) são os que mais planeiam aproveitar este dia.

No que respeita às intenções de gastos, os portugueses aderentes planeiam despender em média 124 euros na Cyber Monday.

Publicidade

Toys"R"Us

Toys”R”Us devolve 40% do valor gasto em cartão

diretores financeiros

Metade dos diretores financeiros espera retoma a partir do segundo semestre de 2021