crescimento das vendas online
in ,

Vendas online caem 25% com a reabertura da economia

A reabertura da economia, no início de abril, colocou um travão nas vendas online. A euPago, fintech portuguesa especializada em serviços de pagamento, assegura que as vendas online no mercado português caíram em 25% em junho, em comparação com o mês de março.

Esta queda acentuada poderá ser explicada pelo fim de muitas medidas restritivas da liberdade de circulação e pela abertura das lojas físicas, que permitiram que os portugueses retomassem alguns dos seus hábitos de consumo tradicionais”, pode ler-se no comunicado.

 

Cenário geral

A análise resulta de uma amostra de 200 clientes de diferentes áreas de negócio e Telmo Santos, CEO da empresa de pagamentos digitais, garante que o cenário é geral.  Esta descida abrupta do volume de negócios refletiu-se em todos os meios de pagamento, inclusive no Multibanco e no MB Way, que representam cerca de 85% do volume de transações desses clientes.

O MB Way, apesar de ter registado uma quebra de 13% no número de transações, entre março e junho deste ano, continua a ser o meio de pagamento que mais cresce em Portugal (cerca de 10% por mês).

 

Retoma em agosto

Apesar do mês de julho ter mantido a tendência, agosto apresenta sinais de uma retoma para quase todos os negócios do sector digital. Tendo em conta os dados verificados nos primeiros dias do mês, é expectável que o volume de faturação destes clientes ascenda aos 40 milhões de euros, mais oito milhões do que em junho, e o número de transações aumente cerca de 40%.

Num ano típico, setembro atinge um crescimento de 10% relativamente a agosto, impulsionado pelo fim das férias e pelo regresso às aulas. Se se confirmar este comportamento, os comerciantes vão faturar 50% mais do que em junho, um crescimento significativo em apenas três meses.

Pagamentos fracionados chegam à La Redoute

Ornimundo

Glovo reforça oferta para animais de estimação através de parceria com Ornimundo