Nestlé
in ,

Vendas da Nestlé em Portugal crescem 9,3%

As vendas da Nestlé, em Portugal, atingiram os 625 milhões de euros, com um crescimento orgânico de 9,3%, mais 60 milhões de euros que em 2020, apoiadas nos cafés em cápsula, produtos “plant-based”, nutrição clínica e petfood.

A quota Nestlé fixou-se nos 35,4%, no canal retalho e nas categorias onde a opera, mais 10 pontos base que em 2020.

Com esta performance a Nestlé foi o principal impulsionador das categorias onde está presente, tendo crescido nos principais canais: 8,7% no retalho, 10,7% nos canais beyond retail (direct to consumer, plataformas digitais de consumo, entre outros) e no canal fora do lar que, a partir do segundo semestre de 2021, registou já uma forte recuperação com um crescimento orgânico das marcas Nestlé Professional na ordem dos 11,8%”, indica a empresa em comunicado.

A inovação cresceu 37,5% em valor, representando 69 milhões de euros e um peso de 11% no total do negócio.

No total, 74% dos 446 novos produtos foram lançados nos segmentos Healthy, All Natural & Sustainable, Organic/Bio e em Premium.

 

Investimento

Nos últimos três anos, a Nestlé investiu, em Portugal, um total de 219 milhões de euros, repartidos entre 61,4 milhões de euros nas operações e 157,3 milhões de euros em apoio marketing e comunicação às marcas.

Em 2021, os investimentos totalizaram 64 milhões de euros: 14 milhões de euros em investimento direto nas suas fábricas e em “supply chain” e 50 milhões de euros no apoio às marcas.

Nos últimos três anos, as duas fábricas da Nestlé em Portugal têm vindo a aumentar os volumes, com Avanca a crescer 7,4% e Porto 18%. Só em 2021 os volumes aumentaram 5% e 8%, respetivamente

Em 2021 as exportações da Nestlé Portugal totalizaram 102 milhões de euros, num aumento de 20% relativamente a 2020. A fábrica de Avanca exportou 61% da produção total e a do Porto 57%.

No ano passado, a Nestlé investiu 126 milhões de euros nas suas compras locais, que representam atualmente 60% das compras totais. Com esta política de compra local, a Nestlé Portugal conseguiu, no espaço de uma década, reduzir em 53% as suas emissões de CO2 no transporte por tonelada de produto.

 

Redução do impacto ambiental

Nos últimos 10 anos, a Nestlé conseguiu reduções significativas nas suas operações: 71,6% no consumo de água, 27,3% no consumo de energia e 44% nas emissões de CO2.

Em Portugal, a Nestlé tem já 95% das suas embalagens prontas a serem recicladas e está a trabalhar com 68 produtores de cereais do Alentejo na formação e certificação de práticas agrícolas promotoras de solos mais saudáveis.

No último ano, as emissões no transporte nacional e internacional obtiveram uma redução de 4,3%. A contribuir para esta redução esteve o aumento em 31% a quantidade de entregas feitas por “customer pick-up”, a promoção de fluxos logísticos redondos, ou seja, sem retorno vazio, o aumento em 25% das entregas aos clientes feitas por camiões movidos à gás e, ainda, o aumento em 44% da utilização de transporte combinado – marítimo, ferroviário e rodoviário – com menores emissões de CO2.

 

Empregabilidade

O mais importante investimento tem sido realizado nas pessoas e nas suas competências, com um claro foco nos perfis digitais, cujas contratações cresceram mais do dobro no último ano (74 em 2021 versus 34 em 2020)”, confirma a empresa.

Em 2021, a Nestlé Portugal manteve a paridade de género 50/50, no total dos seus 2.347 colaboradores, com um crescimento de 15% nos últimos três anos no número de mulheres a desempenhar cargos de Senior Management e 5% nas funções de gestão.

ANIL apela às cadeias de grande distribuição que subam os preços do leite

Sustentabilidade

Sector do retalho ainda com caminho a percorrer para se afirmar verdadeiramente sustentável