in

Vendas da Beiersdorf crescem 2,5%

Foto Shutterstock

A Beiersdorf faturou 7.233 milhões de euros, em 2018, 2,5% mais que no ano anterior.

As duas divisões do grupo alemão, proprietário de marcas como Nivea, Eucerin, La Prairie e Tesa, contribuíram para os resultados. Na divisão de consumo, as vendas cresceram 1,6% para os 5.890 milhões de euros. Nos adesivos, o volume de negócios elevou-se 6,8%, para os 1.343 milhões de euros, com as aquisições a compensarem os efeitos negativos das divisas.

A Beiersdof estima que, em termos de rentabilidade sobre as vendas, 2018 se tenha mantido em linha com o exercício antecedente. “2018 foi um bom exercício económico para a Beiersdorf. Mantemos a nossa tendência positiva e alcançámos os nossos objetivos”, afirma Stefan De Loecker, CEO da empresa.

O gestor adianta, contudo, que, em 2019, serão dados passos estratégicos para garantir o crescimento sustentável, dado que as vendas no quarto trimestre deram sinais de desaceleração.

Publicidade

Publicidade

Empresa holandesa de lacticínios abre subsidiária para atender mercado espanhol e português

Sears salva-se do encerramento