in

Unilever investe 100 milhões de euros num novo fundo de agricultura regenerativa

Foto Shutterstock

A Unilever e a seguradora AXA planeiam investir 100 milhões de euros cada uma num novo fundo de agricultura regenerativa, no valor de mil milhões de euros a ser gerido pela Tikehau Capital.

As empresas assinaram um memorando de entendimento para a criação de um novo fundo de impacto de capitais não abertos à subscrição pública, dedicado ao reforço da biodiversidade e à mitigação das alterações climáticas, através da expansão da agricultura regenerativa, que as empresas e os governos veem como uma forma de ajudar a cumprir as metas de redução das emissões de gases com efeito de estufa.

No seu entender, a agricultura regenerativa pode combater as alterações climáticas reconstruindo a matéria orgânica do solo e restaurando a biodiversidade degradada, retirando dióxido de carbono da atmosfera e melhorando o ciclo da água.

 

Inovações tecnológicas

Através do lançamento deste fundo, o nosso objetivo é reunir recursos, competências e conhecimentos especializados para apoiar as inovações tecnológicas e as mudanças de práticas que são necessárias para melhorar tanto o solo como a saúde humana“, afirma Pierre Abadie, Diretor do Grupo de Clima na Tikehau Capital, que também visa investir 100 milhões de euros no fundo.

A agricultura cobre quase 40% da terra mundial e é responsável por 17% das emissões globais de gases com efeito de estufa, de acordo com as Nações Unidas, ao mesmo tempo que causa uma perda de biodiversidade. As alterações às práticas agrícolas podem sequestrar até 250 milhões de toneladas de dióxido de carbono, anualmente, só nos Estados Unidos, ou seja, 4% das emissões do país, de acordo com um relatório de 2019 da Academia Nacional das Ciências. “Sabemos que uma das principais formas de fazer face às alterações climáticas é através da natureza e a agricultura faz parte dessa solução. É por isso que, em 2020, a Unilever se comprometeu a investir mil milhões de euros em projetos climáticos e de natureza, ligando a transformação da cadeia de valor com o nosso negócio e marcas, permitindo-lhe tomar medidas direcionadas e significativas para enfrentar as alterações climáticas e crescer de forma responsável”, adianta Eric Soubeiran, VP Climate and Nature Fund Unilever.

 

Investimentos

As empresas pretendem que o fundo invista em projetos e empresas dedicadas à melhoria das condições dos solos, limitando o uso da água e fornecendo culturas regenerativas, bem como as que desenvolvem novas tecnologias na agricultura regenerativa.

Publicidade

Heinz Pulpex

Kraft Heinz testa garrafa de ketchup feita de polpa de madeira

carrinho de compras

Proporção de clientes fiéis de marca própria é agora igual à das marcas de fabricante