in

Super e hipermercados dominam recordação publicitária

Foto Shutterstock

Na semana de 28 de abril a 4 de maio, o valor global de recordação publicitária chegou praticamente aos 58% (referências a pelo menos uma marca), ligeiramente acima do registado nas três semanas anteriores, indica a Marktest.

Nesta que foi a sétima semana de confinamento, com fim de semana prolongado e restrições de deslocação entre municípios e a preparar a primeira fase de desconfinamento progressivo, com a reabertura de algumas atividades económicas, super/hipermercados e telecomunicações continuaram a ser as classes com mais referências, embora, neste período, a primeira tenha perdido peso e a segunda ganho em resultado do aumento de recordação de uma das suas marcas.

As classes eletrónica/eletrodomésticos/informática e moda/perfumes conseguiram mais referências e chegaram às terceira e quarta posições, respetivamente.

A classe automóvel, que na semana anterior tinha voltado a aumentar o seu peso na recordação, esta semana diminuiu, fruto da descida da maioria das marcas, sendo a BMW a principal exceção.

 

NOS chega ao segundo lugar

Uma das novidades ao nível das marcas é a chegada da NOS ao segundo lugar (subiu dois), na sequência de um aumento de recordação de cerca de cinco pontos percentuais, que a aproximou do líder Continente.

O Pingo Doce e o Lidl sofreram um ligeiro decréscimo de recordação e ficam em terceiro e quarto lugares, respetivamente.

MEO, Vodafone e Intermarché ocupam as três posições seguintes, praticamente sem alterações face à semana anterior. Seguiram-se a Nike, Samsung e Adidas com aumento de recordação, que lhes permitiu voltar ao top 10 depois de uma semana de ausência. Ex aequo com a Adidas ficou a Worten e ambas rematam o top das 10 marcas mais recordadas da semana.

 

recordação publicitária

Publicidade

Zwypit

Segafredo, Nicola e Chave d’Ouro apoiam restaurantes no uso de ementa digital 

Miele

Miele conquista o iF Product Design Gold Award