in

Comércio, alimentação e farmacêuticas geraram mais de um terço do investimento publicitário em Portugal

Foto Shutterstock

O sector do comércio foi o que mais apostou em publicidade, em 2021, em Portugal. Segundo os dados de investimento publicitário, trabalhados pela Mediamonitor, este sector foi responsável por 16,2% dos montantes globais investidos pelos anunciantes no último ano.

A confirmar este predomínio do comércio no panorama publicitário, a Modelo Continente fechou o ano como maior anunciante no mercado português, com um “share of voice” de 3,3%.

Esta são algumas das conclusões que constam na primeira edição do “Media & Advertising Global Report”, produzido pelo Grupo Marktest, que reúne a informação mais relevante sobre audiências de meios, investimentos publicitários e cobertura noticiosa no mercado português, em 2021. A análise revela ainda que a indústria da alimentação e a indústria farmacêutica ocuparam a segunda e terceira posições no ranking de sectores que mais investiram em publicidade em 2021. No total, juntamente com o comércio, estes três sectores representaram mais de um terço do mercado publicitário em Portugal no último ano.

 

Meios

Tendo por base os valores dos preços de tabela praticados pelos media em 2021, a televisão absorveu 84% do investimento publicitário, mantendo, assim, o estatuto de meio dominante na captação dos orçamentos dos anunciantes. A Internet fechou o ano com uma quota de 8,5% e os restantes meios (imprensa rádio, cinema e outdoor) captaram 7,5% dos montantes globais.

No total, o investimento publicitário subiu 9,7% face a 2020. A televisão foi não apenas o meio dominante na captação destes investimentos, como conseguiu também aumentar o valor de 2020, com um crescimento acima da média do mercado publicitário: mais 10,7%.

Publicidade

Camera Café

Café Delta é protagonista do filme espanhol Camera Café

Redução Gasóleo Agrícola

Vinhos verdes destacam redução do preço do gasóleo agrícola como primeira medida de apoio ao sector