in

Sony retira sede do Reino Unido para evitar a disrupção causada pelo Brexit

A Sony mudará a sua sede europeia do Reino Unido para a Holanda para evitar as disrupções causadas pelo Brexit.

A empresa disse que a medida ajudaria a evitar problemas alfandegários ligados à saída do Reino Unido da União Europeia.

Apesar da mudança, a Sony não irá transferir funcionários das operações existentes no Reino Unido.

A tecnológica torna-se, assim, na mais recente empresa a sinalizar uma mudança em resposta ao Brexit. Também a fabricante de pequenos eletrodomésticos Dyson anunciou a transferência da sua sede para Singapura, apesar de afirmar que não estava relacionada com o Brexit.

 

Empresas tecnológicas em saída

Em comunicado, a Sony disse que a decisão significaria que poder continuar os negócios “como de costume, sem interrupções, quando o Reino Unido deixar a União Europeia. Todas as nossas funções, instalações, departamentos e localização dos nossos funcionários permanecerão inalteradas“.

O porta-voz da Sony, Takashi Iida, disse que a medida tornará a Sony “uma empresa sediada na União Europeia“, de modo que os procedimentos alfandegários comuns serão aplicados às operações europeias da Sony .

A Panasonic já transferiu a sua sede para Amesterdão, principalmente devido a questões fiscais potencialmente criadas pelo Brexit.

 

Publicidade

Ocado permite patrocínio do posicionamento dos produtos no seu site

L’Oréal recorre aos drones para a gestão de stock