in ,

Sites de comparação de preços pedem sanções ao Google

Foto Shutterstock

Numa carta aberta à comissária europeia da Concorrência, Margrethe Vestager, 41 sites de comparação de preços de 21 países europeus pedem que a Comissão Europeia tome medidas contra o que designam como o “constante abuso de poder do Google”.

Os signatários defendem que a situação pouco mudou face ao panorama que levou, há dois anos, Bruxelas a multar o Google em 2,42 mil milhões de euros por abuso de posição dominante. Recorde-se que o motor de busca foi condenado por colocar os resultados das pesquisas do seu serviço Google Shopping acima das dos concorrentes, na sua maioria, comparadores de preços. “Dois anos após a decisão, a concorrência de facto nos mercados nacionais na comparação de compras não foi reestabelecida”, pode ler-se na carta. “O Google continua a reservar-se o direto de oferecer um serviço de comparação de compras diretamente nos resultados das pesquisas no seu motor de busca”.

Os 41 signatários alertam para a perda de empregos no sector se nada mudar.

Publicidade

CEO da Ahold Delhaize pede preços unificados na Europa

Insolvências

Crédito y Caución prevê um crescimento global das insolvências em 2019 e 2020