in ,

Reforma fiscal penaliza lucros da PepsiCo

A multinacional norte-americana PepsiCo obteve um volume de negócios de 51.480 milhões de euros, em 2017, o que representa um crescimento de 1% face ao ano anterior.

Já os lucros da proprietária de marcas como Pepsi, Doritos ou Lay’s diminuíram 23% para os 3.836 milhões de euros. 

A fabricante explica que as contas do quarto trimestre, que afetam a globalidade do exercício, refletiram um encargo de 2.026 milhões de euros associado à reforma fiscal promulgada em dezembro por Donald Trump e custos de reestruturação no valor de 183 milhões de euros, derivados de um plano para aumentar a produtividade lançado em 2014. 

Nesse sentido, as vendas do quarto trimestre atingiram os 15.814 milhões de euros, em linha com o exercício anterior. Os prejuízos somaram 575 milhões de euros, o que compara com os 1.135 milhões de euros do período homólogo de 2016.

Indra Nooyi, presidente e CEO da empresa, assegura que foi cumprida e ultrapassada a maioria dos objetivos financeiros estabelecidos no início de 2017. “Como reflexo da nossa confiança nas perspetivas de crescimento do nosso negócio, esperamos gerar um aumento de 9% nos lucros em 2018 e anunciamos um aumento de 15% no nosso lucro por ação a partir de junho, representando o 46.º aumento consecutivo“.

Publicidade

Danone desinveste nos probióticos

Unilever ameaça tirar publicidade de plataformas como o Facebook e Google