in

Quase metade dos portugueses pesquisa os produtos online antes de os comprar em lojas físicas

Foto Shutterstock

Quase metade dos portugueses (47,5%) assume já o hábito de fazer pesquisas por produtos em sites de e-commerce antes de se deslocar a lojas físicas para consumar a respetiva compra. Em sentido contrário, menos de um terço (31,8%) dos portugueses revela que costuma ir às lojas físicas ver os produtos antes de decidir comprá-los online.

Esta são duas das conclusões da primeira vaga do “Barómetro E-Commerce” da Marktest, um estudo regular de comércio eletrónico, que caracteriza os comportamentos dos portugueses relativamente a este canal de comércio de produtos e serviços.

A primeira edição do estudo revela ainda que 83,7% dos portugueses que fazem compras online assume o hábito de fazer pesquisas em sites de e-commerce antes de acabar por decidir comprar os produtos em lojas físicas. Já a visita a lojas para ver produtos antes de optar por comprá-los em sites é assumida por 56,1% dos inquiridos que costumam fazer compras online.

 

Intenção de compra

Entre as várias áreas cobertas pelo barómetro da Marktest está também a avaliação da intenção de compra futura dos portugueses, por tipos de bens. E os resultados indicam que os compradores de bilhetes para espetáculos ou eventos desportivos (20%), de viagens ou reservas de alojamentos (18,7%) e de livros (18,4%) são os que admitem que irão comprar mais este tipo de produtos através de suportes digitais nos próximos tempos.

No plano oposto, quando a questão é sobre que tipo de produtos admitem comprar menos online no futuro, os resultados indicam que são sobretudo os compradores de eletrodomésticos (22,4%), de jogos eletrónicos (20,8%) e de telemóveis ou acessórios (19,3%) que admitem reduzir estas compras online.

Recorde-se que a primeira vaga do “Barómetro E-Commerce” da Marktest já revelou que 57% dos portugueses tem o hábito de comprar online e que a categoria de vestuário, calçado e artigos de moda é a mais adquirida (37%) por quem compra online.

A segunda vaga, que será disponibilizada em janeiro de 2022, irá integrar um novo conjunto de indicadores, exemplo onde se incluem os fatores influenciadores nas compras online, o papel das promoções na compra online, o perfil de consumo e de compradores em redes sociais, a pesquisa comparativa antes da compra e o uso de sites comparadores de produtos.

Publicidade

David Baverstock

David Baverstock é o novo Chief Winemaker da Ravasqueira

Aldi inaugura nova loja em Valongo