in

Procura de material escolar recua 15%

A procura de material escolar caiu 15% em Portugal em 2020 face a 2019, acentuada pela incerteza que se está a viver no regresso às aulas presenciais, sendo que as mochilas (-40%) e os cadernos e blocos de notas (-57%) foram os produtos que registaram maior recuo, informa o KuantoKusta (KK), plataforma nacional para a comparação de preços.

As únicas subcategorias onde se verificou um aumento da procura foram: Calculadoras, com +88%; e Portáteis, com +61% e previsão de aumento contínuo.

De acordo com a análise do KK, esta regressão deve-se ao arranque tardio do ano letivo e principalmente ao facto de muitos agregados familiares só terem recebido esta semana a lista do material que devem comprar para os filhos.

Atraso nas campanhas

Derivado deste facto, a empresa prevê um novo período para o pico da procura, que deverá acontecer já na semana que vem, algo que, antes do efeito pandemia, acontecia nos finais dos meses de agosto.

Esta postura excecional reflete-se também nas campanhas publicitárias, em que a plataforma verificou atraso de algumas campanhas promocionais, normalmente realizadas nas últimas semanas de agosto, por algumas lojas presentes no KK e nos grandes operadores do retalho alimentar.

Publicidade

Coca-Cola

Coca-Cola convida portugueses a voltar à restauração

DPD

DPD lança plataforma de criação de lojas online